Agua de Melissa

A Água de Melissa começou quando três amigos despretensiosamente pensaram em buscar, na música, uma forma de aliviar as suas angústias e ansiedades do dia-a-dia. Nenhum de nós sabia jogar futebol, baralho ou costumava sair para pescar nos fins de semana. No início chegamos a montar um repertório com covers de bandas que nós gostávamos. Mas, infelizmente, nós não conseguíamos acompanhar a destreza musical de nossos ídolos. Foi, então, que, um dia, num ensaio, alguém, que não sei quem, falou: “quem sabe a gente não faz músicas próprias?” Na época, eu trabalhava como redator em uma agência de propaganda em Porto Alegre e, provavelmente, por isso dei o pontapé-inicial. Trouxe a letra de Amar Pode Ser Doloroso e, no mesmo ensaio, o Coelho mostrou outra música e um início de letra, que em seguida os 3 se encarregaríam de terminar. A primeira música (Antes que Eu), tomava forma. Uma semana depois, o Cuca veio com O que Eu não Digo – letra e música. Fomos nos empolgando, escrevendo mais e compondo mais. E o melhor de tudo, se divertindo a cada ensaio. Era preciso um nome. Num desses dias modorrentos de trabalho, vi sobre a mesa de uma colega de trabalho um frasco de Água de Melissa. E o mais curioso é que no rótulo tinha uma espécie de slogan que dizia: Para Ansiedade e suas Manifestações. Era perfeito, porque a gente tocava justamente para se desestressar. Nossas músicas falavam sempre de amor e suas manifestações. Algo espontâneo, sincero e às vezes um pouco surreal. Um dia, o Cuca me apresentou Los Hermanos, que eu não conhecia nada além de Anna Júlia e Primavera. Achei um disco em promoção numa loja e comprei. Em seguida comprei Bloco do Eu Sozinho. O espírito e a sinceridade é a mesma da Água de Melissa, embora ainda exista uma distância muito grande entre talentos. Mas Los Hermanos se tornou uma das principais influências da Àgua de Melissa, juntamente com Weezer, Counting Crows, Video Hits e nossos conterrâneos Doidivanas. Como toda banda, já tocamos em festas de aniversário de amigos e em alguns lugares bizarros sem a menor divulgação. Além das músicas gravadas existem outras tantas que já estão escritas e, por enquanto na gaveta. Vamos fazendo tudo com calma bahiana que é para não estressar. Até porque é a diversão que faz tudo ficar melhor. Pelo menos para nós.

Contato:
E-Mail: [email protected]
Site: http://www.aguademelissa.com.br