Alice in Chains em Porto Alegre no dia 24 de setembro no Pepsi on Stage

Formado em Seattle, talvez o maior celeiro do rock underground norte-americano, o Alice in Chains tem sido um dos grandes baluartes do rock nos últimos 20 anos. A banda, que se reuniu em 2005 depois de um longo tempo em inatividade, em 2009 concluiu a gravação do seu primeiro e aclamado álbum de estúdio em quatorze anos, “Black Gives Way to Blue”. No início desse ano, o Alice in Chains lançou um novo – “The Devil Put Dinosaurs Here” e voltou à estrada para uma turnê internacional, que passará por Porto Alegre, no dia 24 de setembro, mais precisamente no Pepsi on Stage.

Apesar do som da banda ser sempre associado ao grunge, ele também incorpora elementos do heavy metal, glam rock, hard rock e da música acústica. A banda estourou como parte do movimento grunge do início dos anos 90 ao lado de bandas como Nirvana, Soundgarden e Pearl Jam, mas alcançaram a fama internacional em 1992, ao participar do filme “Vida de Solteiro”, com uma de suas canções, “Would”, na trilha sonora.

O Alice in Chains tornou-se uma das bandas mais bem sucedidas comercialmente da década de 1990, tendo vendido cerca de 20 milhões de álbuns ao redor do mundo, além de emplacarem dois álbuns na primeira posição da Billboard 200 (“Jar of Flies” e A”lice in Chains”), 11 singles nas dez primeiras posições na parada Mainstream Rock Tracks, além de oito indicações ao Grammy.

ALICE IN CHAINS

No inverno de 1987, o guitarrista Jerry Cantrell foi a uma festa em Seattle onde conheceu o vocalista Layne Staley. “Ele tinha um grande sorriso no rosto, e estava sentado ao lado de duas mulheres maravilhosas”, lembra Cantrell. Cantrell não tinha um lugar para morar e foi acolhido por Staley, que o levou a sua residência: um estúdio chamado Music Bank, localizado em um armazém, onde os dois passaram a viver.  Logo, Cantrell o convidou para cantar em sua banda de glam metal chamada Diamond Lie. Mike Starr, conhecido de Jerry, havia tocado em outras bandas do mesmo estilo, e logo aceitou tocar baixo na banda, trazendo ainda o baterista Sean Kinney. Os concertos da banda, nessa época, consistiam em covers que, de acordo com a imprensa local, ganhavam “nova vida” quando eram tocados pelo Diamond Lie.

No ano seguinte, a banda mudou seu nome, tornando-se Alice in Chains, e começou a gravar algumas demos. Algumas dessas músicas apareceriam mais tarde no primeiro álbum oficial da banda. Já tendo certa notoriedade na cena local, apresentando-se em bares e pequenos clubes, em 1989, decidiram gravar seu próprio álbum independente e tentar distribuí-lo localmente, mas antes do álbum ser lançado, o grupo assinou com a Columbia Records. Seu primeiro trabalho oficial foi o EP “We Die Young”, em julho de 1990. A faixa-título se tornou um hit moderado em rádios americanas mais pesadas, apenas preparando caminho para o lançamento do álbum “Facelift”, em agosto daquele mesmo ano.

“Facelift” foi bem recebido pelo público e a banda começou uma turnê com Iggy Pop em novembro. Em dezembro, um concerto lotado no Moore Theater, em Seattle, é gravado pelo diretor Josh Taft e lançado como “Live Facelift”, o primeiro lançamento em vídeo do grupo. O sucesso da canção “Man in the Box” leva o grupo até o topo das paradas e seu vídeo tem alta rotação na MTV.  A partir daí a banda excursiona ao lado de grupos como Extreme e Megadeth e participa da turnê Clash of the Titans (que contava com Slayer, Anthrax e Megadeth.

O grupo recebeu mais exposição em 1992, quando uma de suas novas canções, “Would?”, apareceu na trilha sonora de “Vida de Solteiro”, um filme do diretor Cameron Crowe, baseado nas vidas dos solteiros de Seattle. A banda também apareceu no filme, tocando as canções “Would?” e “It Ain’t Like That” durante uma das cenas que ocorrem em um clube. O lançamento prévio de “Would?” ajudou a criar expectativa para o próximo lançamento do grupo – o álbum “Dirt”, lançado na primavera de 1992, que misturava o som pesado das guitarras e cheio de distorções com  as harmonias vocais cada vez mais complexas de Staley e Cantrell. Foi um sucesso tanto de crítica quanto comercial, ganhando disco de platina após menos de 2 meses de seu lançamento, e continua sendo o álbum mais bem sucedido da banda até hoje.

Lançado como um EP, em 1994, ainda que tivesse qualidade de álbum em design e duração, “Jar of Flies” estreou como nº 1 nas listas de vendas de álbuns da Billboard, o primeiro EP na história a alcançar tal posição. O Alice in Chains estava programado para sair em turnê durante o verão de 1994 com o Metallica, mas desistiram antes do começo da turnê, aumentando os rumores de vício de drogas de Staley. Nessa época, as tensões internas levaram a banda a debandar, o que efetivamente durou apenas seis meses.

Em novembro de 1995, a banda retomou as atividades com o lançamento do álbum autointitulado “Alice in Chains”, comumente chamado de “Grind”, “Tripod”, “Three” ou “Three Legged Dog” devido à imagem de um cachorro tripé na capa. Este álbum foi um retorno às raízes heavy metal da banda e estreou na primeira posição das paradas, mas o grupo novamente cancelou sua participação em uma turnê. Eventualmente, este seria o último álbum oficial que o Alice in Chains produziria com o vocalista. O grupo reapareceu em 1996 para tocar seu primeiro concerto em cerca de três anos, no “MTV Unplugged”.

Durante todo o concerto, era visível a fraqueza de Staley.  Em 1998, Staley se reuniu com os outros membros do grupo pela última vez para gravar duas canções inéditas: “Get Born Again” e “Died”. Apesar da banda não ter acabado oficialmente na época, Staley tornou-se recluso, raramente deixando seu apartamento em Seattle. A possibilidade da reunião completa do Alice in Chains finalmente terminou em abril de 2002, quando Staley foi encontrado morto em seu condomínio em consequência de uma overdose letal por combinação de heroína e cocaína.

A volta do Alice in Chains só aconteceu em 18 de fevereiro de 2005, quando a banda se reuniu novamente para um concerto beneficente no Premiere Club, em Seattle, a fim de arrecadar fundos para as vítimas do tsunami asiático de 2004. O grupo passou a realizar mais concertos acústicos pelos Estados Unidos, intitulados “the Acoustic Hour”. Em 2009 finalmente a banda lança um novo álbum – “Black Gives Way to Blue”, e participa como uma das atrações principais do Soundwave Festival, na Austrália. Em 2012 o grupo anunciou que estava trabalhando em um novo álbum – “The Devil Put Dinosaurs Here”, lançado no dia 28 de maio deste ano.

ALICE IN CHAINS
Onde: Pepsi on Stage (Avenida Severo Dullius, 1995)
Quando: 24 de setembro, terça-feira, a partir das 22h
Abertura dos portões: 18h
Classificação: 16 anos

Ingressos:
Pista Premium – 1º lote: R$ 220,00
Pista – 1º lote: R$ 120,00
Mezanino – 1º lote: R$ 150,00

Pontos de venda:
My Ticket Moinhos: Rua Padre Chagas, 327 – loja 6 (sem taxa de conveniência)
Pagamento em dinheiro, Visa, MasterCard, Diners, Amex, Maestro, Visa Eletro.
Horário de atendimento: segunda a sexta, 9h às 18h, e no sábado, das 10h às 15h.
My Ticket Centro: Rua dos Andradas, 1425 – loja 69 (sujeito a taxa de conveniência)
Pagamento em dinheiro, Visa, MasterCard, Diners, Amex, Maestro, Visa Eletro.
Horário de atendimento: segunda a sexta, 9h às 18h. Não abre sábado.
Telentrega Ingresso Show: 8401-0555
Horário de atendimento: 9h às 19h de segunda à sexta.
Online: www.livepass.com.br (sujeito à taxa de conveniência)
Pagamento em cartão de crédito Amex, Visa, Master e Diners.

Descontos:
Clube do Assinante: 50% de desconto para os 100 primeiros e de 10% nos demais para titular e acompanhante.

Idosos: desconto de 50% sobre o valor do ingresso.

Estudantes: desconto de 20% sobre o valor do ingresso.

Ingressos comercializados com desconto mediante a apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário tanto no momento da compra quanto na entrada do evento.

Informações:
www.opiniao.com.br
www.twitter.com/opiniao
(51) 3211-2838
Telefone para informações de Ingresso: (51) 4003-1527

Sobre Rock Gaúcho 13383 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!