Após hiato de quatro anos, Os The Darma Lóvers voltam com álbum conceitual

Quatro anos e um retiro no Tibete depois de seu último disco de inéditas, Os The Darma Lóvers voltam com Espaço!, sexto trabalho de estúdio. Como de costume, questionam, à sua maneira lírica e delicada, aspectos da existência cotidiana – desta vez, resumidos no título do álbum: a batalha pelo espaço, interno e externo, em um mundo tão saturado de tudo.

A discussão perpassa, claro, a orientação que marca o trabalho dos OTDL desde que surgiram, há 15 anos. Como de costume, a intenção de Nenung e Irina, budistas praticantes e dupla de frente da banda, é mostrar que uma nova forma de pensar o mundo é possível – sem, contudo, exigir comprometimento do ouvinte. Nada é obrigatório ou definitivo na música e na mensagem dos Lóvers, salienta o cantor e letrista Nenung:

– Acho que, a partir de Simplesmente (2009), houve uma virada natural na banda. A gente começou a se tornar mais acessível, principalmente para quem é alheio à meditação, que segue presente na nossa vida e na nossa música, mas de uma outra maneira.

Em Espaço!, essa vibração zen está presente logo na capa, na foto de um pequeno monge gaúcho. Em estado quase transcendental, ele representa a tranquilidade de quem está em equilíbrio com seu espaço, contrastando com a imagem interna de uma cidade vista de cima, caótica e sufocante.

– A briga por espaço hoje é constante. Ela é visível tanto no trânsito das grandes cidades quanto dentro da gente. Quanto de espaço nós reservamos pra nós mesmos? Como fazer para criar esse espaço no meio de tanta demanda, de tanta exigência? – questiona Irina.

Acompanhados de Marcelo 4Nazzo, Thiago Heinrich, André Vicente, Cristiano Sassá e Jimi Joe, Nenung e Irina mantiveram a sonoridade psicodélica que caracteriza o OTDL, acrescentando elementos de folk rock e pop durante o processo de composição de Espaço!.

Nas letras, retiradas da biblioteca de poesia que o prolífico Nenung só faz crescer, a ideia de espaço é trabalhada por meio de apontamentos sobre liberdade (Depois da Tempestade), generosidade (Nada Outra Vez), amor (1 Milhão de Anos), honestidade (Toda Verdade) e conexão metafísica (Precisão).

– É possível ouvir as faixas separadas, mas Espaço! faz mais sentido se ouvido na íntegra. Há uma ligação muito forte e natural entre as canções – destaca Nenung.

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!