Banda catarinense realiza Tributo ao Engenheiros do Hawaii em Criciúma nesta quarta-feira

Rock é a palavra de ordem na Banda Guerra de Botões. Formada por quatro amigos e na estrada há mais de 13 anos, chegou a hora de o quarteto extravasar esta paixão e homenagear uma das bandas mais tradicionais do cenário brasileiro neste segmento. Fãs confessos dos Engenheiros do Hawaii, apresentam, nesta quarta-feira (14/11), um tributo à banda gaúcha. O espetáculo será no Teatro Elias Angeloni, em Criciúma, a partir das 22h30min.

Conforme o vocalista da Guerra, Alexandre Candido, os Engenheiros do Hawaii marcou a geração dos anos 1980. Numa época áurea do rock nacional, a banda gaúcha se destacava entre tantas outras radicadas no eixo Rio-São Paulo. Todos os integrantes da Guerra de Botões são fãs-confessos da Engenheiros do Hawaii e, por isso, resolveram tirar do papel a ideia de fazer um especial com grandes sucessos e também músicas do Lado B para premiar os fãs que curtem as músicas de todos os discos.

O Tributo vai contar com 29 canções tiradas de toda a trajetória da banda homenageada. O nome do show é Engrenagens do Acaso, que faz referência à uma figura comum nos discos da banda. Além dos músicos que compõem a Guerra de Botões, foram convidados dois outros de apoio: Renato Ronchi (teclados) e Thiago Dacoregio (guitarra). Ambos com experiência de palco e muita técnica, para deixar o show ainda mais completo. Haverá ainda a participação especial de alguns músicos da região.

Guerra de Botões

A banda ensaiou seus primeiros acordes há quase 15 anos. A formação atual é composta pelos mesmos integrantes há 13 anos: Alexandre Cândido (voz e violão), Júlio Machado (baixo), Robson Brígido (guitarra e vocais) e Cristiano Rosa (bateria). Este é o sucesso do entrosamento da banda, afinal, são anos de ensaios e shows por várias cidades do Estado de Santa Catarina.
O estilo da banda é rock. Seja rock clássico internacional, rock nacional, punk, hardcore, soft rock e várias outras vertentes do rock. Essa é outra característica da banda: o ecletismo. Assim, a Guerra consegue fazer um show mais pop ou menos pop, dependendo do local e público onde ocorre a apresentação

Sobre Rock Gaúcho 13840 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!