Banda Gaúcha CONVERSO lança CD

Misture o fino rock nacional dos anos oitenta, o mais puro e tradicional punk rock, sinta as influências de bandas como Camisa de Vênus e Legião. Nesse mesmo caldeirão, uma pitada de um hard core clássico e maduro, além disso tudo, algumas nuances de Social Distorcion e Bad Religion soam facilmente perceptíveis neste que é o trabalho de estreia da banda de rock gaúcha, Converso.

O CD “Do Sistema para o Mundo”, além de toda essa bagagem de influências, traz letras inteligentes, que mesclam algo de ‘inspiracional’ a uma mentalidade anárquica, libertária, bem própria do pensamento punk. No entanto, não pense que com isso verá aquela máscara juvenil e irresponsável, de uma molecada vida louca que se reúne para tocar numa garagem. Pelo contrário, a banda, que tem 6 anos de caminhada, é formada por caras esclarecidos e bem conscientes de seu destino dentro da música.

Liderados pela vocalista e guitarrista Marcelo Converso, que, quando não está tocando, faz a vez de empresário, a Banda vive seu melhor momento até aqui, fazendo vários shows em Porto Alegre e também pelo interior do estado, mas sua influência já pode ser notada em várias partes do Brasil e até fora do país, através de fãs clubes que vêm esbanjando devoção e carinho pela banda, nas redes sociais.

Gravado nos estúdios Hurricane, em Porto Alegre, os arranjos cuidadosamente elaborados contaram com a participação de velhos conhecidos da cena independente de Porto Alegre, como Rodrigo Ávalos, da “Diablo Fuck Show”, tocando banjo e fazendo as guitarras solo do CD e Leandro Isoton, também “Diablo” e “Estive Raivoso”, fazendo participação com sua harmônica em uma das faixas. Além disso, o trabalho contou com o toque refinado de Sebastian Carsin, o Sêba, na mix e master do projeto.

Quando se ouve o CD desde o início, a pequena introdução já dá a tônica do que vem pela frente e ao começar a música Ao estar, já se pode ter certeza de que se trata de um trabalho acentuadamente punk.

Destaque especial para faixa de trabalho da banda, a música “Johnny”, cuja letra se baseia na vida e na história real de um grande amigo de Marcelo; um cara sonhador, que luta com unhas e dentes para sobreviver da música. “Um baita compositor, que tem música gravada por Alemão Ronaldo e já lançou 3 Cd’s”, ressalta o líder da Converso. As histórias narradas nessa canção, falam de experiências vividas anos atrás, quando Marcelo participava da gravação de um dos CD’s de Johnny, que foi produzido por Duca Leindeker, da Cidadão Quem. “Daquela vivência antológica, no período de gravação é que a música foi gerada”, ele relembra.

Pra galera que quiser conhecer melhor o trabalho e conferir pessoalmente o som da Converso, pode buscar informações sobre a banda pelo www.facebook.com/Converso-Punk e pelo www.soundclound.comconverso-punkrock, onde está disponibilizado o álbum na íntegra.

A Converso é formada por Marcelo Converso (Vocal e guitarra) – Alisson Converso (Bateria) – Arthur Converso (Baixo e backing vocal).

Contato: [email protected]

Fonte: Assessoria de Imprensa Converso

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!