Bandas gaúchas se reunem em evento beneficente em prol da menina Gisela Bernardes

Vera Loca / Fabian Gloeden

O Opinião vai receber, no dia 22 de outubro, mais um evento beneficente. Com o intuito de ajudar a menina Gisela Bernardes, que tem uma doença rara chamada Síndrome de Sanfilippo, diversos artistas do cenário gaúcho, das mais diferentes vertentes musicais, estarão unidos por essa boa causa, dividindo o nosso palco e levando um pouco mais de esperança para toda a plateia. Na sua segunda edição, o Sons para Gisela contará com os shows das bandas Dingo Bells, Vera Loca, Império da Lã e dos cantores Jéf e Carlinhos Presidente, numa grande celebração de solidariedade através da música, em que toda o dinheiro arrecadado será destinado à família da adolescente, que recém completou 15 anos de idade e enfrenta diariamente as dificuldades impostas por essa enfermidade, degenerativa e sem cura. Assim como em 2012, quando ocorreu o primeiro Sons para Gisela, a ajuda do público vai ser fundamental para que a menina tenha ainda mais qualidade de vida daqui para frente.

DINGO BELLS

Nos últimos anos, poucos artistas da nova música brasileira captaram tão bem o espírito de uma época quanto o Dingo Bells. Destaque do cenário de Porto Alegre, o power trio formado por Rodrigo Fischmann (vocal e bateria), Diogo Brochmann (guitarra e teclado) e Felipe Kautz (baixo) fez uma obra de canção popular lapidada com esmero, que une influências de jazz fusion, pop alternativo e rock psicodélico a um olhar essencial sobre nossas fragilidades.

Eleito um dos melhores álbuns nacionais de 2015 pela mídia especializada, o debut “Maravilhas da Vida Moderna” entrou para listas de Revista Rolling Stone, O Estado de S. Paulo, Portal iG, Tenho Mais Discos que Amigos, Zero Hora, entre outros. Gravado por meio de financiamento coletivo, o disco independente também venceu o Prêmio Açorianos nas categorias “compositor pop” e “projeto gráfico”. Atualmente o Dingo Bells está preparando as composições do seu segundo álbum.

VERA LOCA

A Vera Loca lançou o seu sétimo disco, chamado “A Certeza de Como Valeu Navegar Nesse Mar”, no último mês de maio. O público roqueiro gaúcho poderá assistir pela primeira vez as novas canções de Fabrício Beck, Hernán González, Filipe “Mumu” Bortholuzzi, Luígi Vieira e Diego Dias, mas também parte de sua safra de sucessos, responsáveis por trazerem para a banda um público fiel e cativo. Entre elas, estão “Borracho y Loco”, cujo primeiro videoclipe divulgado no Youtube já contabiliza quase três milhões de execuções, “Graffiti” e “Aos Meus Amigos”.

O primeiro single desse novo disco da Vera Loca foi lançado em novembro do ano passado. A faixa “Amanhã Pode Ser Bem Melhor” contém a única participação especial do álbum: Humberto Gessinger, nos vocais. Estão também entre as músicas de destaque do lançamento as canções “Vai Buscar”, “Do Trabalho Pro Bar”, “Pode Ser Pra Sempre” e “Todo Amor Que Cabe em Nós”.

IMPÉRIO DA LÃ

O Império da Lã é uma junção de artistas das mais diversas formações musicais, reunidos em um grupo sem line-up pré-definido ou estilo fixo. O projeto surgiu em 2007 e foi criado por Carlinhos Carneiro, Guri Assis Brasil, Chico Bretanha, Guilherme Almeida, João Augusto Lopes e Pedro Petracco, que eram de diferentes (e conhecidas) bandas da cena gaúcha e costumavam fazer churrascos juntos todas as semanas. Jazz, música nativista, samba, tango cumbia, folk, soul, funk, reggae, axé, rock e pagode – é tudo prato principal no repertório do Império.

Além dos bailes anárquicos, que misturam Teixerinha com Frank Sinatra, Black Sabbath e Jorge Ben, o Império da Lã criou shows paralelos, com vida própria, como o Classic Albums. Em duas temporadas, entre 2008 e 2015, o grupo reproduziu 40 discos clássicos na íntegra e com fidelidade aos arranjos originais. Já no espetáculo Novelas, que homenageia as mais famosas trilhas sonoras da teledramaturgia nacional, eles lançaram o EP digital “Saudades de Beber”, em 2014. O grupo também passou por alguns grandes festivais, como o Planeta Atlântida, onde já tocaram quatro vezes.

JÉF

Unindo o seu folk envolvente a letras carregadas de amor, simplicidade e admiração pela vida, Jéf vem sendo um dos grandes destaques do cenário musical gaúcho. Nascido em Três Coroas, o cantor e compositor é dono de um olhar poético e de uma leveza impressionantes, capazes de transmitir a sua paz de espírito através da arte. Vencedor do reality show musical Breakout Brasil, exibido pelo canal Sony em 2014, Jéf teve os os singles “Oi” e “Pra Colar” em destaque na Internet e na programação de diversos rádios pelo país. O seu disco de estreia se chama “Leve”.

CARLINHOS PRESIDENTE

Carlinhos Presidente é conhecido pela irreverência das suas letras e pelos sambas que divertem o público, lembrando o estilo de Bezerra da Silva. Nascido em Porto Alegre, Carlinhos morou no Rio de Janeiro, onde tocou em diversas casas de shows, com destaque para os tradicionais eventos “Samba do Trabalhador” e “Quintal do Pagodinho”, realizado por Zeca Pagodinho. O seu trabalho foi bem recebido na Rádio Nacional por um dos maiores críticos de samba, Adelzon Alves, descobridor de Clara Nunes, João Nogueira e Roberto Ribeiro, entre outros. Durante esta passagem pela Cidade Maravilhosa, fez amizade com Almir Guineto.

Em 2015, lançou seu primeiro EP. Com seis canções, o álbum trouxe sucessos, como “Só Tem Traíra”, cujo clipe tem mais de 100 mil visualizações na Internet. Já o seu primeiro álbum completo, chamado “Sambista do Povo”, saiu em 2017 e tem as músicas “Zum Zum Zum”, “Sonho de Pobre”, “Mais Duro que um Coco” e “Amanhã Vai Dar” como os seus principais destaques. O disco conta ainda com participações de importantes sambistas de raiz, como Renato da Rocinha, considerado uma das maiores revelações do samba da nova geração, além de Wagner Nascimento e Rogerinho Ratatuia.

SONS PARA GISELA 2
Onde: Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)
Quando: 22 de outubro, domingo, quinta-feira, a partir das 18h
Abertura da casa: 16h30
Classificação: 14 anos

Ingressos:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 30,00
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 25,00
Inteira: R$ 50,00

* Os alimentos deverão ser entregues no Opinião, no momento da entrada ao evento.

** Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da carteira de estudante na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados no artigo 4º da Lei Estadual 14.612/14.

Pontos de venda:

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência – somente em dinheiro): Youcom Bourbon Wallig

Demais pontos de venda (sujeito à cobrança de R$ 5 de taxa de conveniência – somente em dinheiro):
– Youcom: Shopping Praia de Belas, Iguatemi, Bourbon Ipiranga, Barra Shopping Sul, Shopping Total, Bourbon Novo Hamburgo, Bourbon São Leopoldo e Canoas Shopping
– Multisom: Andradas 1001 (Centro de Porto Alegre)
– Online: www.blueticket.com.br/grupo/opiniao

Informações:
www.opiniao.com.br
www.facebook.com/opiniao.produtora
www.twitter.com/opiniao
(51) 3211-2838

Sobre Rock Gaúcho 13635 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!