Bidê ou Balde diz que fará um dos últimos shows roqueiros

Quem gosta do Bidê das antigas, com guitarras distorcidas, num power pop meio Weezer, que marque aí na agenda. A coisa vai mudar daqui para frente. Nesta sexta-feira, no MPB Bar, em Maringá/PR, a banda gaúcha mostra os hits Melissa, Bromélias e Mesmo que Mude da forma como vieram ao mundo: sem a influência do álbum inédito que deve ser lançado em um mês e meio.

Depois do lançamento, o Bidê ou Balde passará por mudanças no repertório, nos integrantes, na proposta musical e até nos locais das apresentações.É uma vida nova para uma das bandas de rock mais importantes da atual cena gaúcha.

Quem adianta o futuro é Carlinhos Carneiro, por telefone, numa pausa do jogo entre Alemanha e Holanda. Estamos encerrando a turnê. É um dos nossos últimos shows roqueiros, vamos tocar todos os sucessos, tudo o que fizemos em 14 anos de banda, comenta.

Experimentar foi uma palavra-chave na decisão da banda. Os quatro integrantes queriam escapar da fórmula segura que adotaram nos três álbuns lançados. Em vez de seguir em frente, voltaram ao ponto de partida.

E buscaram nos violões e no piano o apoio ideal para as novas canções. Nosso som está mais calmo, enriquecemos os arranjos. Ficou estranho, mas todos que estão ouvindo, estão gostando, diz.

No Bidê reformulado, a ideia é incluir um tecladista na próxima turnê, sem abrir mão de Vivi Peçaibes, que já ocupa o lugar. No troca-troca, ela pula para a percussão. Como tem muito piano no álbum, ela terá de ficar concentrada, tocando quase que sem olhar para o público. Não queremos isso.

Desplugado, o Bidê já está mirando em outros palcos. Pubs e bares de rock costumam apresentar alguns problemas quando o forte do show fica por conta do violões e teclados. Roqueiros mas serenos, os gaúchos devem migrar seu repertório para o teatro. Um show para curtir sentado.

Será um outro clima. Mas terá o carismático Carlinhos Carneiro. Terá a Vivi, mesmo que na percussão. Terá rock, mesmo que no violão. No final das contas, será sempre Bidê ou Balde. Mesmo que acabe ou mesmo que mude.

Quando: Sexta (15), às 23h.
Local: MPB Bar, Avenida Curitiba, 210, Zona 04.
Preço: A partir de R$ 15.

Sobre Rock Gaúcho 13382 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!