Buffalo Red

Desde os tempos mais remotos os homens procuram suas próprias perdições… E desde então temos estado ao seu lado oferecendo-lhes um triste fim, nada mais justo do que ter o que se quer e se você quer podemos lhe ofertar… Nada mais justo do que lhe proporcionar raiva brotando dos olhos e lhe fazer um mal em forma de bem lastimável… Nada mais do que estórias… Nada mais do que contos… Nada mais do que lendas… Eis a dura realidade… Da forma mais liquida e quente… Como fel… Aonde os homens caem em perdição embriagados por seu próprio ódio, saem das sombras com sede de vingança e necessidade de mudança, praticamente filhos de mundanas circulando por tudo sem que sejam notados, porém sabe-se que estão por aí. A Buffalo Red imprime seu sou em papel velho, sem se preocupar com as tendências de moda para a música, destoa um som até já explorado sim, porém por poucos bem aventurados, com influências geralmente de hard core, punk rock, rock’n’roll old school. Hard Core simples e sem frescura, não gostamos de rótulos, puro, seco e simplesmente com pegada, influenciado por bandas como: Ramones, Nofx, Matanza, Dropkick Murphys, Flogging Molly, Motörhead, Dead Kennedys, Velhas Virgens, Bad Religion, barulhos de motores a diesel e por aí vai… Após o seu surgimento em 2002, a BUFFALO RED grava seu cd / EP intitulado “oldwest hardcore” em setembro de 2005, contendo 13 músicas, este disco teve como principal autor Fábio (Billy Bill) co-fundador da banda que volta a integrar o time de procurados no final de 2006 após um ano afastado da Buffalo Red. Com formação fechada, novas músicas surgem escritas por Billy Bill e a BUFFALO RED explora um lado mais punk rock, sem deixar a pegada hard core; frustrações pessoais, bares, brigas, tiroteios, puteiros e malocas bem como “trapaças e canos fumegantes” uma forte influência de filmes classe B também se pode ver nas letras, sobre esse submundo sem firulas e sem meios termos que a BUFFALO RED escreve. Waght! Nada mais do que estórias… Nada mais do que contos… Nada mais do que lendas… Eis a dura realidade… Da forma mais liquida e quente… Como fel… Aonde os homens caem em perdição embriagados por seu próprio ódio, saem das sombras com sede de vingança e necessidade de mudança, praticamente filhos de mundanas circulando por tudo sem que sejam notados, porém sabe-se que estão por aí. A Buffalo Red imprime seu sou em papel velho, sem se preocupar com as tendências de moda para a música, destoa um som até já explorado sim, porém por poucos bem aventurados, com influências geralmente de hard core, punk rock, rock’n’roll old school. Hard Core simples e sem frescura, não gostamos de rótulos, puro e simplesmente com pegada, influenciado por bandas como: Ramones, Nofx, Matanza, Dropkick Murphys, Flogging Molly, Motörhead, Dead Kennedys, Velhas Virgens, Bad Religion, barulhos de motores a diesel e por aí vai… Após o seu surgimento em 2002, a BUFFALO RED grava seu cd / EP intitulado “oldwest hardcore” em setembro de 2005, contendo 13 músicas, este disco teve como principal autor Fábio (Billy Bill) co-fundador da banda, volta em 2007 após um ano afastado da Buffalo Red. Com formação fechada, novas músicas surgem escritas por Billy Bill e a BUFFALO RED explora um lado mais punk rock, sem deixar a pegada hard core, frustrações pessoais, bares, brigas, tiroteios, “trapaças e canos fumegantes” uma forte influência de filmes classe B também pode-se ver nas letras, sobre esse submundo sem firulas e sem meios termos que a BUFFALO RED escreve. Waght!

Contato:
E-Mail: [email protected]
Site: http://www.buffalored.com.br