Capital Inicial traz turnê Acústico NYC para Porto Alegre

Quinze anos após o seu primeiro projeto acústico, o Capital Inicial está de volta com mais um CD e DVD nesse mesmo formato, que vem ganhando os palcos de todo o Brasil. O registro, chamado “Acústico NYC”, foi gravado em Nova York, diante de uma plateia de cinco mil pessoas, e coroa a nova fase da banda, que soube se reinventar dentro do rock nacional após o “Acústico MTV” sair em 2000 e atingir a impressionante marca de duas milhões de cópias vendidas. No dia 9 de abril, o quarteto brasiliense estará novamente em Porto Alegre, mais precisamente no Pepsi on Stage, para mostrar aos gaúchos como ficaram as versões desplugadas de suas composições mais recentes, como “Ressurreição”, “Depois da Meia Noite” e “Vamos Comemorar”, e também três canções inéditas, chamadas “A Mina”, “Doce e Amargo” e “Vai e Vem”, essa última já em execução na principais rádios do país. Além dessas, os principais hits do grupo também marcarão presença, como são os casos de “Quatro Vezes Você”, “À Sua Maneira” e “Olhos Vermelhos”, sem contar as homenagens ao Legião Urbana, com “Tempo Perdido”; e ao Charlie Brown Jr., com “Me Encontra”. Tudo isso com os lindíssimos cartões postais de Nova York como pano de fundo. Valendo muito!

CAPITAL INICIAL

Há exatos 15 anos uma banda de Brasília se reinventava da forma mais improvável e despretensiosa possível. O propulsor dessa segunda vinda foi um “Acústico MTV”, registrado sem exageros de produção, mas com um resultado comercial acima de qualquer expectativa: mais de dois milhões de CD’s comercializados, no auge da pirataria. Ali, o Capital Inicial dos anos 80 virou o Capital Inicial do novo milênio.

E é uma espécie de revisão desse segundo e glorioso momento do Capital que o fã encontrará em “Acústico NYC”, o seu mais novo CD e DVD. Se milhares de pessoas se apaixonaram pela banda a partir do registro para a MTV, por que não mostrar como os hits dos últimos 15 anos soam no mesmo formato desplugado? Mas “Acústico NYC” não é apenas isso, já que recupera canções de álbuns recentes que não foram trabalhadas como singles, mas mereciam uma nova chance, casos da emblemática “Ressurreição” e de “O Cristo Redentor”, além de introduzir três inéditas: “Vai e Vem”, “A Mina” e “Doce e Amargo”.

Além disso, o time das cordas atual é completamente diferente do “Acústico MTV”. Yves Passarell tem ao seu lado o virtuose Fabiano Carelli, o ex-Charlie Brown Jr. Thiago Castanho e o produtor Liminha (responsável por gravar o primeiro compacto da banda, em 1985, e o recente EP “Viva a Revolução”). Esse quarteto de violões – e bandolim! – abusa dos pedais e timbres processados, emulando sons talvez nunca ouvidos no formato desplugado.

Thiago, que vinha ofertando temas instrumentais para Dinho adicionar letras, também está nos créditos de “Doce e Amargo”, a terceira inédita desse pacote. O santista ainda é o coautor de “Me Encontra”, música do Charlie Brown Jr. escolhida pelo Capital para homenagear Chorão e Champignon – Dinho participou de shows do projeto A Banca, que existiu entre as mortes do cantor e do baixista.

A outra homenagem do “Acústico NYC” é ao rock nacional, como um todo. Pelo menos foi assim que o convidado Lenine trouxe a ideia. Além de protagonizar um dueto com Dinho em “Não Olhe Pra Trás”, o pernambucano botou pilha para um segundo número prestando tributo às bandas brasileiras, “quem sabe cantando uma da Legião Urbana”. Mal sabia ele que Dinho já tinha tentado emplacar uma da Legião nos ensaios para o projeto. Assim, a sugestão de Lenine virou “Tempo Perdido”, um dos maiores clássicos de Renato, Dado, Bonfá e Negrete.

E também tem o arsenal de hits. “Quatro Vezes Você”, “Eu Nunca Disse Adeus”, “Vamos Comemorar”, “Olhos Vermelhos”, “O Lado Escuro da Lua”, “Como Devia Estar”, “Depois da Meia Noite”, “Como se Sente” (com boas contribuições do tecladista Robledo Silva e do percussionista Marivaldo) e “Mais”. E é em “Belos e Malditos” que o grupo reverencia Nova York e seus mitos, citando “Walk on the Wild Side”, de Lou Reed, no trecho final da música.

Agora é reencontrar os fãs na turnê. Os cenários de Zé Carratu vistos no Terminal 5 estão garantidos nos maiores shows pelo Brasil, assim como a iluminação de Césio Lima. E os sucessos do “Acústico MTV”, que apesar de ter vendido milhões não está mais em catálogo nem disponível nos sites de streaming, obviamente enriquecerão o repertório. Não é o caso de se falar em fechamento de mais um ciclo ou início de outro. Mas nunca devemos duvidar da capacidade do Capital em inventar novas histórias.

CAPITAL INICIAL
Onde: Pepsi on Stage (Avenida Severo Dullius, 1995)
Quando: 9 de abril, sábado, a partir das 23h
Abertura da casa: 21h
Classificação: 16 anos

Ingressos:

Pista:

Lote 1:
Promocional (valor reduzido, por promoção, disponível para qualquer pessoa): R$ 65
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 60
Inteira: R$ 120

Lote 2:
Promocional (valor reduzido, por promoção, disponível para qualquer pessoa): R$ 85
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 80
Inteira: R$ 160

Lote 3:
Promocional (valor reduzido, por promoção, disponível para qualquer pessoa): R$ 105
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 100
Inteira: R$ 200

Pista VIP:

Lote 1:
Promocional (valor reduzido, por promoção, disponível para qualquer pessoa): R$ 105
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 100
Inteira: R$ 200

Lote 2:
Promocional (valor reduzido, por promoção, disponível para qualquer pessoa): R$ 125
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 120
Inteira: R$ 240

Lote 3:
Promocional (valor reduzido, por promoção, disponível para qualquer pessoa): R$ 145
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 140
Inteira: R$ 280

Mezanino:

Lote 1:
Promocional (valor reduzido, por promoção, disponível para qualquer pessoa): R$ 90
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 85
Inteira: R$ 170

Lote 2:
Promocional (valor reduzido, por promoção, disponível para qualquer pessoa): R$ 115
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 110
Inteira: R$ 220

– Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da carteira de estudante na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados no artigo 4º da Lei Estadual 14.612/14.

Pontos de venda:

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência): Youcom Bourbon Wallig

Demais pontos de venda (sujeito à cobrança de R$ 5 de taxa de conveniência):
– Youcom Shopping Praia de Belas, Bourbon Ipiranga, Barra Shopping Sul e Bourbon Novo Hamburgo
– Multisom Andradas 1001, Canoas Shopping e Bourbon São Leopoldo
– Online: www.minhaentrada.com.br/opiniao

Informações:
www.opiniao.com.br
www.twitter.com/opiniao
(51) 3211-2838

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!