Cartel Cingapura escancara sujeira, fuzz e inquietações cotidianas em ep de estreia

Rock feito no Brasil, pungente, com alguma loucura mas nenhuma frescura. Alguma semelhança com o cronismo-punk dos Pixies; muito da falta de papas na língua e o escracho dos Raimundos. Essa é a Cartel Cingapura, que lança agora seu EP homônimo de estreia.
O quinteto – que até 2015 fez algumas apresentações na Região Metropolitana de Porto Alegre sob o nome Los Carrancas – é formado por Gregory Betterman (vocal), Bruno Costa e Filipe Sabino (guitarras), Jeferson Marchetto (baixo) e Réver Martins (bateria).
Nas cinco faixas que formam o EP Cartel Cingapura, eles ‘entregam’ vocais na cara, altos, por vezes gritados, quase cuspidos. Bateria e baixo mantendo o ritmo constante, de viagem com vento na cara e variados aditivos possíveis. Solos de guitarra rock-blueseiros com timbres que remetem ao fuzz nas alturas do stoner Fu Manchu, contornando as bases de melodia simples e direta.
E, por baixo de uma camada razoável crueza, agressividade e aspereza das letras e do instrumental, lá no fundo, “o que sobra” é algo como o “amor mais puro e voraz”. Um doce amargo – aqueles das melhores viagens.
As músicas foram gravadas no estúdio Bolha Records, em Canoas, mixadas e masterizadas por Jeferson Marchetto, que recentemente produziu registro da banda goiana Cherry Devils. O EP da Cartel Cingapura está disponível para download ou streaming no site www.cartelcingapura.com.br.

Sobre Rock Gaúcho 13383 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!