Fantomaticos lança ‘Café Preto’ nesta sexta-feira, 04 de dezembro

Fantomáticos / Fábio Alt

A banda Fantomaticos divulga nessa sexta-feira, 04 de dezembro, mais um single de seu quarto álbum, intitulado Esquinas. Café Preto é como uma pausa para o café, em contraponto ao olhar caleidoscópio e turbulento sobre a vida na cidade, presente nas últimas músicas. Um descanso curto, mas necessário, para ver as coisas com algum distanciamento, reconhecer as valências e as falências e, a partir disso, criar sonhos e utopias. É uma canção amarga, mas revigorante, de melodia densa e riffs ácidos, como um gole de café.

A canção é de autoria do tecladista e vocalista Rodrigo Trujillo e foi gravada e produzida pela banda, boa parte à distância, ao longo de 2020. O material gráfico é obra de Fábio Alt, artista visual responsável por todos os singles do álbum Esquinas, e com longa trajetória de parceria com o grupo.

O single vem acompanhado de um vídeo que remete ao tema central – o café – lembrando por vezes até um comercial do produto, mas com alguma dose de experimentação. O material completo estará disponível nas plataformas de streaming e no canal da banda no Youtube a partir de sexta-feira, 4 de dezembro.

Os Fantomaticos integram neste sábado, 05 de dezembro, a programação do Noite dos Museus 2020, que promove uma transmissão ao vivo a partir das 18h nos canais do evento. Na performance a banda apresentará alguns lançamentos de Esquinas e canções dos discos anteriores. Para acompanhar, basta acessar noitedosmuseus.com.br/2020.

Sobre os Fantomaticos
André Krause – baixo e vocais
Augusto Stern – guitarra e vocais
Guilherme Fialho – guitarra e vocais
Pedro Petracco – bateria e vocais
Rodrigo Trujillo – teclado e vocais

Fantomaticos é uma banda de Porto Alegre surgida no ano de 1999, ainda de forma experimental, que logo se voltou à busca de uma expressão artística própria e ganhou notoriedade na cena alternativa de rock autoral dos anos 2000. O grupo já se apresentou em diversas cidades do Brasil e em 2015 fizeram seus primeiros shows internacionais, no Uruguai.

O primeiro disco, ‘No Bosque’ (2008), revela uma grande carga de experimentalismo e originalidade nas composições e arranjos das canções. Seu lançamento teve repercussão nacional na mídia especializada e levou o clipe da canção ‘Gin’ à programação da MTV.

O segundo disco, ‘Dispersão’ (2013), revela o amadurecimento artístico-musical na construção de um projeto conceitual que busca criar atmosferas e paisagens sonoras mais introspectivas e consistentes. Sobre o trabalho, o músico Frank Jorge, ícone do rock nacional, disse: “(…) é bom escutar uma voz que busca na música uma forma de expressão tendo a noção do quanto é nobre esta possibilidade. (…) A identidade/sonoridade da banda já conta com impressões digitais próprias. A banda tem o SEU som!”

Deste álbum foram lançados quatro clipes que integram a programação de canais como MTV, Multishow e Bis, Box Brasil, com destaque para a música ‘Ao Longe’. Suas canções passaram pela programação da Itapema FM, Unisinos FM, Novos Horizontes, Mínima FM, entre outras e esse repertório foi apresentado ao vivo na rádio Ipanema FM.

A canção ‘Recorriendo’, foi remixada pelo artista inglês Midi Error e lançada na rádio BBC Shropshire (Inglaterra). O disco foi destaque na mídia especializada nacional e internacional, como os sites Unsigned & Independent (Irlanda) e Social Radio (EUA).

Entre o final de 2014 e o final de 2015 lançaram três Eps, com duas músicas cada. São eles: ‘Veja Bem a Sua Volta’, que ganhou bastante espaço nas rádios, ‘Keep Calm’, que tem um belo vídeo-clipe e ‘Vale’, que explora um lado acústico da banda.

O terceiro álbum, intitulado apenas ‘Fantomaticos’, lançado em 2016, propõe músicas mais diretas e minimalistas, voltadas sobretudo para a execução ao vivo. São 12 músicas inéditas produzidas e gravadas pela banda no seu estúdio, o Bunker Studio.

A banda ainda lançou em 2018 o single ‘Andar’, um medley e uma aventura musical inspirada em influências da banda, como Beatles, The Who e Supergrass. No final desse ano também lançaram uma versão comemorativa de 10 anos do primeiro disco, ‘No Bosque’, com 3 faixas inéditas gravadas a época.

Para seu quarto álbum de estúdio, a banda se isolou em um sítio na serra gaúcha com os equipamentos e gravou boa parte do material em sessões ao vivo, quentes e cheias de feelling. As gravações complementares foram interrompidas pela quarentena, mas a banda deu continuidade ao processo finalizando as músicas individualmente, à distância. Desse trabalho já foram lançados os singles “Seu Chocolate”, “Boa Noite Porto Alegre”, “Do que Vale a Pena” e “Coisa com Coisa”, “Cabelo Amarelo”, “Passado Moderno”, “Amor Amor”, “Alguma Coisa Forte” e, agora, “Café Preto. Os singles têm recebido destaque em veículos como a revista Rolling Stone Brasil e em playlists editoriais, como “Indie Brasil” e “Pátria Rock”, do Spotify, além da circulação em rádios. O lançamento definitivo de “Esquinas” está previsto ainda para o mês de dezembro de 2020.

Sobre Rock Gaúcho 3071 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.