Filosofia Sônica lança EP calcado no rock alternativo 90’s

Distorção, dissonância e microfonia – e até alguma psicodelia no meio de muito fuzz. Ecos dos escritos de Nietzsche e Schopenhauer nas letras e da estética de David Lynch na arte visual. Esse é parte do pacote de influências da Filosofia Sônica, banda de Cachoeirinha, cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Em seu EP homônimo, lançado no final de maio de 2016, com quatro faixas produzidas por Sandro Silveira mostram influências como Mudhoney, Sonic Youth e, Pixies, alem de um diálogo nacional que vai desde o inusitado Arnarldo Baptista até bandas brasileiras contemporâneas, como Loomer (RS), Trash No Star e Lê Almeida (RJ). Noise, grunge, vocais opacos com leve semelhança ao shoegaze: as principais referências do rock alternativo que tomou conta do cenário musical na década de 1990 estão ali.

Formada em 2013 quando lançou seu primeiro EP, O Sono dos Mais Justos, e desde então circulando pelo cenário alternativo de Porto Alegre e região, a Filosofia Sônica é composta por Junior Bello (guitarra e voz), Tiago Kblo (bateria) e Jonas Falk (baixo).

Sobre Rock Gaúcho 13796 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!