Guto Herscovitz lança primeiro trabalho solo

SIM é o primeiro trabalho solo de Guto Herscovitz. Conhecida figura do underground de Porto Alegre. Guto já passou por algumas bandas de punk rock, alguns projetos mais experimentais, fez trilhas para alguns filmes e também para apresentações de ballet. Porém, neste disco Guto abre o coração e faz uma afirmação condizente com uma nova fase de sua vida. SIM!

“Onde tu quer estar daqui há dez anos?”
Esta pergunta marca o início do processo de produção deste disco. O ano era 2014 e Guto resolvia recomeçar e repensar seu modo de viver. Um momento de transição da vida adulta, um recomeço e um reencontro consigo mesmo. Sem medo de errar e com muita gana de aprender e botar para fora alguns de seus demônios interiores.  É nesse ambiente que o disco toma forma. As letras estavam guardadas no peito e saíram ao natural. A música “Universo nos seus olhos love”, por exemplo, não havia sido escrita até o momento da gravação dos vocais. Guto tinha uma vaga ideia do que queria e fez o instrumental. A letra surgiu na sala de gravação mesmo. A letra sempre veio por último neste disco. Primeiro, o sentimento. Depois, a música. E por último, a letra.

 “Tentei fazer o meu Pet Sounds. Sempre admirei como o Brian Wilson conseguia trabalhar com tantos instrumentos diferentes. Uma banda mais orquestrada e instrumentos exóticos. Seria mais adequado este tipo de som para falar o que realmente queria. Claro que aqui também há influência de Sgt Peppers e das carreiras solo dos Beatles. Sempre quis cantar como o John Lennon. Também existe um pouco de Mutantes e da loucura do Arnaldo Baptista. A irreverência do conjunto Supergrass. E também um pouco da orquestração do Frank Sinatra. Ainda quis trazer influências da música clássica, como Igor Stravinsky e das trilhas de cinema de autoria de John Williams. É um disco que eu chamaria de presunçoso no que diz respeito às influências”, relata Guto Herscovitz.

Apesar de Guto vir do movimento do punk rock, neste disco não há guitarra distorcida. Mesmo assim não deixa de ser um disco pesado e nem de ser um álbum punk. Guto é um músico autodidata. E aqui levou ao pé da letra os ensinamentos deixados pelo maior lema do punk rock; o faça você mesmo. Guto compôs e escreveu tudo. E também gravou 42 dos 43 instrumentos presentes nesse disco. Em SIM, vocês irão escutar os sons de piano, hammond, órgão, acordeon, baixo, violão folk, violão nylon, guitarra, lap steel, ukelele, sitar, souzafone, bombardino, trombone, trompete, trompa, flugel, saxofone, sax soprano, sax tenor, sax alto, clarinete, fagote, oboé, clarone, flauta, tynblyn, violino, viola, cello, rabecão, xilofone, mini-xilofone, kalimba, caixinha de música, meia-lua, bumbo, pratos, caixa e theremin. Todos registrados por Guto. A exceção ficou por conta da bateria gravada por Thalis Miguel.

A gravação do disco ocorreu no primeiro semestre de 2016. A produção musical ficou por conta de Davi Pacote. Com exceção da bateria captada no estúdio Music Box, os outros 42 instrumentos foram captados no Estúdio Hill Valley, de Porto Alegre. Outro dado interessante de todo esse processo é a amizade. Guto, Thalis e Davi são amigos de longa data e tocam juntos na banda Os Torto. Banda que Guto fundou em 1994 e está em atividade até hoje.    
 
Guto é da geração de Porto Alegre dos anos 90. Mais precisamente do ano de 1994. Ano em que viu pela primeira vez o show da banda Panic, em um bar abaixo do viaduto da Goethe. Por lá também viu shows da Ultramen, Tequila Baby, Acústicos e Valvulados e Graforréia Xilarmônica. Frequentou o Garagem Hermética com o chão balançando e seus micro corredores. Conheceu a loja Megazine, comprou muitas fitas de bandas punk na Megaforce. Frequentou o Bambus e a famosa esquina da Barros. Depois, descobriu a loja de quadrinhos Planeta Proibido e as lojas de cd’s no centro. Matou a fome na Lancheria do Parque. Desviou de muitos punks e headbangers malucos saindo da Osvaldo Aranha. Frequentou os shows no Escaler. E desde então tem tocado em lugares improvisados, bares, casas de show, ou melhor, em todo lugar onde deixam ele tocar.

Guto toca na banda Os Torto. Já tocou também nos Alcalóides e Júlio Igrejas. Também trabalhou como arranjador para Os Replicantes, Os Thompsons e Os Horácios. Participou do coral na Associação Cultural Italiana. Estudou teoria musical com o maestro João Fernando Araújo. Cursou boa parte da licenciatura em música no IPA. Participou dois anos seguidos do festival de música do Paraná. Compôs a trilha sonora do filme “Roda Gigante”, de Julia Barth, e também de “Nunca lhe prometi rosas”, de Fabrício Costa. Também compôs trilha para as apresentações de ballet de Kátia Kalinka.  

SIM está disponível no bandcamp. São dez faixas com aproximadamente 40 minutos de duração. Sim é um disco carregado de sentimentos. É um disco sobre amor, fé e esperança. Sinta o poder da música: www.gutoherscovitz.bandcamp.com

FICHA TÉCNICA:

Músicos:
Guto: Voz,
backing vocal, piano, hammond, órgão, acordeon, baixo, violão folk, violão nylon, guitarra, lap steel, ukelele, sitar, souzafone, bombardino, trombone, trompete, trompa, flugel, saxofone, sax soprano, sax tenor, sax alto, clarinete, fagote, oboé, clarone, flauta, tynblyn, violino, viola, cello, rabecão, xilofone, mini-xilofone, kalimba, caixinha de música, meia-lua, bumbo, pratos, caixa e theremin.

Thalis – Bateria
e backing vocal em Música em Você.

Produzido por Davi Pacote
Gravado nos estúdios Hill Valle e Music Box entre fevereiro e junho de 2016
Mixado e masterizado por Davi Pacote no estúdio Hill Valley
Produção executiva e assessoria de imprensa por Wender Zanon
Fotos por Du Rock
Arte gráfica por Jubileu Carniça.

Sobre Rock Gaúcho 13796 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!