Horizontes e Precipícios de Yanto Laitano no Theatro São Pedro

A complexidade da música erudita e a atmosfera visceral do rock se unem para traduzir a música do pianista, cantor e compositor  Yanto Laitano. Depois de um período envolvido com música erudita de vanguarda e com trilhas cinematográficas, Yanto mergulha em Horizontes e Precipícios,  seu primeiro álbum de rock. O power trio formado com a bateria poderosa de Duda Cunha e o peso do baixo de Filipe Narcizo formam a base eletrizante do show, que conta com a direção artística de Marcelo Bacchin, cenário de Vicente Saldanha, engenharia de som de Thomas Dreher e desenho de luz de André Domingues. O repertório será baseado no disco novo, composto por cerca de 15 canções, todas de autoria de Yanto Laitano. As músicas com arranjos sofisticados remetem à leveza melancólica dos largos horizontes dos pampas e à força e fúria dos precipícios. Este universo plural poderá ser visto no palco do Theatro São Pedro, dia 24, às 21 horas.

Horizontes e Precipícios, o novo disco

Horizontes e Precipícios é o primeiro álbum de rock de Yanto Laitano, depois de um longo período dedicado aos estudos no mestrado em Música da UFRGS e à pesquisa e à criação de música erudita contemporânea no notório Instituto de Pesquisa e Coordenação de Música e Acústica (IRCAM) em Paris. Neste período, também compôs trilhas premiadas para filmes e documentários nacionais, algumas delas premiadas. Toda essa bagagem musical que o músico adquiriu pode ser ouvida ao longo do álbum, sejam nos arranjos sofisticados, seja na busca minimalista pela simplicidade, seja na elaboração de uma concepção original baseada no rock sem o seu instrumento mais característico: a guitarra. Esses elementos somados à poderosa bateria, às criativas linhas de baixo, às vezes com distorção, e ao piano e a voz suave de Yanto fazem com que a sonoridade de Horizontes e Precipícios seja muito coesa.

As letras das doze canções do disco remetem tanto à leveza e melancolia dos largos horizontes dos pampas, quanto à força e fúria dos precipícios. Dos precipícios que dividem o Rio Grande do Sul do resto do país, dos precipícios das grandes construções urbanas e dos precipícios de ideias que nos separam a todos. O tema central das canções de Horizontes e Precipícios é o existencialismo. Um existencialismo que explora conflitos internos, como em Meus Inimigos Caíram, que explora o sentimento de não fazer parte de um determinado lugar ou de nunca estar onde se quer estar, como nas faixas Eu Não Sou Daqui e À Beira de Um Precipício. Muitas vezes revestido de acidez e ironia, esse existencialismo é sempre de uma leveza ímpar, como nas faixas Como Matar um Planeta, dedicada ao ecologista José Lutzenberger, e Meu Amor. Todas as canções são assinadas por Laitano, exceto Promessas, feita em parceria com Luciano Zanatta, e Fim da Tarde, em parceria com Juli Manzi.

Horizontes e Precipícios foi gravado em 2009 por Thomas Dreher, tendo como banda base um power trio formado pelo próprio Yanto, que também produziu o disco, no piano e orgão hammond, Gustavo Prego Telles (Pata de Elefante) na bateria e Luciano Albo (Cascavelletes) no baixo. O álbum conta com a participação de um naipe de sopros composto por Anjinho (trompete), Paulo Muller (clarinete), Rodrigo Siervo (sax) e Alexandre Ostrowski (trompa), Risomá Cordeiro (contrabaixo acústico), Martinêz Nunes (cordas), Mateus Mapa (flauta transversa) e a pequena Cecília (6 anos, filha de Yanto) que faz um vocal na faixa A Flor. O disco também conta com um combo formado por washboard (tábua de lavar roupa) tocado por Gustavo Prego Telles e washtube bass, baixo construído com cabo de vassoura e um balde, tocado por Carlo Pianta (Graforréia Xilarmônica) que, aliada à harmônica de Alex Rossi, remete à sonoridade de um velho blues do Mississipi na faixa autobiográfica Porto Alegre Blues.  

Quanto tempo Yanto Laitano irá permanecer no rock, se irá voltar à música de vanguarda ou realizar qualquer outro projeto musical é um mistério que nem mesmo ele sabe responder. Enquanto isso não acontece o que resta é aguçar os ouvidos e aproveitar o seu rock! O novo CD pode ser adquirido no site da Livraria Cultura (www.livrariacultura.com.br) e nas lojas Multisom.

Garanta seu ingresso
Os ingressos para o show de lançamento do CD já podem ser adquiridos na bilheteria do Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro, s/n – Porto Alegre/RS) e pela telentrega Opus (8401.0555).

Valores:
Plateia: R$ 50
Camarote Central: R$ 40
Cadeira Extra:  R$ 40
Camarote Lateral: R$ 30
Galeria Central: R$ 20
Galeria Lateral: R$ 20  

Desconto:
– 20% para sócios Clube do Assinante ZH (titular e acompanhante);
– 50% para estudantes, mediante comprovação.

Confira!
Acesse: www.yantolaitano.com.br                       
Siga: http://twitter.com/yantolaitano
Escute: www.myspace.com/yantolaitano

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!