Kleiton & Kledir

Kleiton & Kledir começaram a estudar música muito cedo e nos anos 70 lançaram com mais três amigos a banda “Almôndegas”, que foi um marco na história da música popular do Rio Grande do Sul. Foram 4 discos, uma infinidade de shows e a mudança para o Rio de Janeiro.Em 1980 saiu o primeiro disco da dupla K&K. O sucesso foi imediato e os shows arrastavam multidões por todo Brasil. Lançaram vários discos (inclusive um em espanhol) o que lhes rendeu disco de ouro e shows por EUA, Europa e América Latina. Gravaram em Los Angeles, Nova York, Lisboa, Paris, Miami e Buenos Aires. Suas composições foram gravadas por Simone, Nara Leão, MPB4, Caetano Veloso, Xuxa, Fafá de Belém, Nenhum de Nós, Zizi Possi, Ivan Lins, Chitãozinho e Xororó, Zezé de Camargo e Luciano, Leonardo, Belchior, Emilio Santiago e muitos outros. Também pelo mundo afora suas músicas ganharam versões de grandes artistas, como os argentinos Mercedes Sosa e Fito Paez, a cantora portuguesa Eugenia Mello e Castro e a japonesa Chie.Kleiton & Kledir trouxeram definitivamente para a cultura brasileira a nova música gaúcha. Eternizaram um sotaque diferente, uma maneira própria de falar e cantar, com termos até então desconhecidos como “deu pra ti” e “tri legal”. Segundo um crítico da época, parecia “uma dupla de ingleses, cantando numa língua que lembra o português”. Acabaram se transformando em símbolos do gaúcho contemporâneo, do homem moderno do sul do Brasil, o que fez com que o Governo do Estado lhes conferisse o título de “Embaixadores Culturais do RS”. Em 1987, apesar de tanto sucesso, a dupla resolveu se separar. Depois de “umas férias de 7 anos”, a saudade bateu e eles voltaram. Retomaram a carreira emocionando sua enorme legião de admiradores e conquistando uma nova geração de fãs. Lançaram os CDs “DOIS” (Som Livre), “CLÁSSICOS DO SUL” (Universal) e coletâneas que venderam mais de ½ milhão de cópias. Estiveram em Paris apresentando uma série de shows no Museu do Louvre e viajaram duas vezes em turnê pelos EUA. No carnaval carioca de 2002 foram homenageados pela Escola de Samba Caprichosos de Pilares, que desfilou com um enredo inspirado na música “Deu pra ti”. Em 2005 gravaram o CD/DVD “Kleiton & Kledir – ao vivo”, que traz uma releitura da carreira de tanto sucesso. O disco foi um lançamento Som Livre/RBS – com produção do inglês Paul Ralphes – e recebeu o Prêmio TIM de Melhor Disco do Ano, na categoria Canção Popular. Atualmente, estão lançando “AUTORRETRATO”, novo disco de inéditas pela Som Livre. O CD tem produção de Paul Ralphes e o DVD traz um filme-documentário com direção de Edson Erdmann. O lançamento inclui um especial de televisão para o Canal Brasil – realizador do projeto – e o apoio cultural da Rádio Globo.

Contato:
E-Mail: [email protected]
Telefone (55 21) 2542.8304 / 2542.5956
Site: http://www.kleitonekledir.com.br/
Twitter: http://twitter.com/kleitonekledir
MySpace: http://www.myspace.com/kleitonekledir