Mais shows da banda Cruzas (ARG) em Porto Alegre e região

Cruzas ao vivo no Art & Tattoo Club / Hernán Parera

A banda argentina Cruzas segue cortando Porto Alegre e Região Metropolitana esta semana com a “Guillotina Tour 2018”. O quarteto de Buenos Aires ainda tem apresentações marcadas em Sapucaia (16/3), no Holiday Estúdio Pub, e em São Leopoldo (17/3), na Embaixada do Rock.

Até o momento, foram quatro shows na Capital entre quinta-feira (8/3) e domingo (11/3), o que deixou os hermanos satisfeitos.

“Todos os shows estavam bueníssimos! Tocamos no Panama Pub, Art & Tattoo Club, na Minor House — com direito a comida vegana deliciosa e pessoas “buena onda” — e no Bate. Também aproveitamos para conhecer algumas lojas de discos, nas quais vendemos alguns exemplares que trouxemos do nosso último disco, Volumen 5. Como bons turistas, ainda passeamos pela cidade. No próximo fim de semana temos mais duas gigs. Dia 18 já pegamos a estrada para casa com a ideia e muita gana de voltar a Porto Alegre. Fomos muito bem tratados!”, afirma o baixista Wilson expressando a opinião de toda a Cruzas.

Confira as datas em que o grupo dá continuidade à cruzada para mostrar seu stoner com fortes referências de blues argentino e vertentes do heavy metal — principalmente o doom:

Agenda Cruzas:
16/3 — Sexta em dobro Stoner Rock: Tributo QOTSA & Cruzas (Argentina), no Holiday Studio Pub, em Sapucaia
17/3 — São Hell Rock City, na Embaixada da Rock, em São Leopoldo

Sobre a Cruzas:

Cruzas é uma banda formada, inicialmente, como projeto de doom, blues, metal e sons alternativos pelos guitarras Alejandro Mastellone (Leke) e Mauro Cortés (Mauh), em 2003. Logo em seguida, foram convocados o vocalista Mariano Tarchini (Tacho) e o baterista Ariel. Por fim, o baixista Cristian Giglio (Titi) completou o conjunto. Algumas anos depois, houve uma troca na formação com a saída de Ariel e Mauh assumindo as baquetas.

No início, a Cruzas foi o ato de abertura para os conterrâneos Los Natas (grupo de stoner e rock psicodélico) em Lomas de Zamora, município da província de Buenos Aires. Entre as influências do hoje quarteto estão nomes como Black Sabbath, Soundgarden, Pentagram e Pappos Blues.

A saga por palcos da capital portenha e arredores continuou, com shows por La Plata e Rosário, entre outras cidades. Depois de cinco anos consecutivos tocando juntos, a Cruzas lançou o primeiro EP, chamado Viaje al Exilio, gravado em 2008 e apresentado em 2010 na sala de concertos e centro cultural Cultura del Sur, na cidade de Temperley. Simultâneamente, foi editado o segundo EP, En Búsqueda. Foi quando a banda começou a trabalhar com a Punkco Producciones. Dessa parceria, surgiu o terceiro álbum, De una Vida (2013). Após a apresentação desse registro e uma nova mudança de integrantes (Wilson entrou para o baixo), a Cruzas excursionou pela costa atlântica de seu país e editou mais um EP: El Zimple (2014).

Entre 2013 e 2015, dividiu a cena com artistas como Aire, Poseidotica, Persona e Tricomas, entre outros. Em 2015, foi a vez de tocar ao lado das internacionais Los Viejos (México) e Cardiel (Venezuela). Um ano depois, os argentinos se apresentaram ao lado dos gaúchos da El Negro no mítico pub Tío Bizarro, em Burzaco. Em março do mesmo ano tocaram pela primeira vez em Ciudad de Mercedes (província de Buenos Aires). Pouco depois, mais uma mudança: Mauh saiu da banda após 12 anos e deu lugar a Leo Schuster no kit percussivo.

Com 15 anos de estrada, a Cruzas foi convidada para participar do lendário festival B.A Rock, edição 2017. Em outro evento, tocaram com Rolando Castello Junior, baterista brasileiro da Aeroblus (banda formada também por Pappo e Alejandro Medina). Ainda no mesmo ano, gravaram ao vivo no Romaphonic Studios seu mais recente trabalho, Volumen 5. São 9 temas produzidos pela própria banda, com um lírica potente e um som cru. O material foi masterizado em Nashville (Tennesse, U.S.A) por Steve Corrao. Além da disponível em formato digital, o álbum tem uma edição especial em vinil.

Entre os dias 7 e 18 de março, a Cruzas faz sua primeira turnê fora da nação em que foi criada. A “Guillotina Tour Brasil 2018” divulga o trampo mais recente. Durante os shows, a banda também deve executar uma versão para ‘Canção da Estrada’, dos amigos brasileiros da El Negro.

Sobre Rock Gaúcho 6302 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!