Maures Black lança clipe do single O Destino Quis Assim

Basta ouvir os primeiros acordes para perceber o ritmo empolgante da Black Music, temperada com um sabor Disco, uma pitada de 70`, outra de 80`, mais o Soul na voz marcante de Juliano Barreto e o Groove no baixo pulsante de Zé Natálio.
 
Da necessidade mútua em fazer um som dedicado à Black Music surge a Maures Black, um convite para a dança.
 
Juliano Barreto descobriu neste estilo musical sua plenitude vocal. Aos 19 anos foi convidado a assumir os vocais da lendária Banda Black Rio. Cantando ao lado de ícones como Sandra de Sá, Claudio Zoli, Ed Motta, Sergio Loroza, Gerson King Combo, Carlos da Fé, Paula Lima, Jards Macalé, e Fito Paez, aprendeu a liquidificar suas referências, construindo sua personalidade musical rica e forte.
 
De volta à Porto Alegre, sua cidade natal, lançou dois premiados discos como solista. E protagonizou o espetáculo biográfico Lupi, O Musical, onde cantou e atuou dando vida ao compositor gaúcho.
 
Zé Natálio é um artista que se expressa através do pulso gerado pelo contrabaixo, seu principal instrumento. Compositor e produtor musical, é integrante da banda Papas da Língua.
 
O Groove foi referência musical a ser estudada e vivida, aquele balanço, o bater do pé inevitável ao ouvir algo dançante. Antes do Papas, Zé Natálio trabalhou com alguns expoentes da cena musical gaúcha como Adriana Calcanhoto, Nei Lisboa, Bebeto Alves, além do seu próprio trabalho instrumental chamado Zé Natálio Pop Quintet. Itamar Assumpção o chamou para integrar a cozinha de sua banda Preto Brás, ao lado do baterista Gigante Brazil.

Sobre Rock Gaúcho 13776 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!