Monstro Motor, MESS e Badhoneys no Long Play

Dia 25, quarta-feira, a partir das 22h, as bandas Monstro Motor, Badhoneys e MESS (Maria Elvira e os Suprassumos do Swing) participarão do Projeto Quarta Indie Rock, no Long Play (Sarmento Leite, 880, Cidade Baixa), em Porto Alegre/RS. A trilha sonora fica por conta de Nando Barth.

Ingresso: R$ 10 até às 23h, R$ 15 na hora e R$ 10 qualquer hora com nome na lista (envie seu nome para [email protected])

Promoção: das 21h até 00h bavaria premium 600ml R$ 3 pilas, depois 00h R$ 5 pilas

Sobre a Monstro Motor (http://www.myspace.com/monstromotor):

Eduardo Kersting (voz e guitarra)
Murilo Biff (voz e guitarra)
Heron Heinz (baixo)
Fábio Gabardo (bateria)
 
A Monstro Motor surgiu em janeiro de 2009 tendo como novidade uma música que não se importa com qualquer outra definição que não seja a de dar prazer a quem a toca e a quem a ouve. Cabeça-motor, elefantecicleta, baixo, guitarras e bateria que ficaram amigos de uma voz distorcida, às vezes colocada dentro de uma caixa, às vezes em inglês, em português, em marciano, às vezes ao contrário.
Tendo como base o Estúdio Dub em Porto Alegre, tem Eduardo Kersting e Murilo Biff nas vozes e guitarras, Heron Heinz no baixo e Fábio Gabardo na bateria.

A Monstro faz uma música simples que se deixa poluir pelos ruídos e pelas complicações do mundo em volta, pelos experimentalismos, pelas edições de sons ao vivo, pelo rock e pelo punk ou, de repente, por nada disso.
E basta de definições – a banda é feita para ouvir:

Sobre a MESS – Maria Elvira e Os Suprassumos do Swing (http://www.myspace.com/melviraswing)

Quando O baterista Álcio Villalobos reuniu o vocal de Maria Elvira e a guitarra de André Rocha em 2006, eles não tinham um caminho exato a seguir, mas começaram firmes os primeiros passos para formar a banda que hoje se chama Maria Elvira e os Suprassumos do Swing, a MESS. O alvo é uma música autoral, sem muitas restrições, que na época recebia retoques de covers inspiradores como Rolling Stones, Beatles e Mark Lanegan.
A chegada de Letícia Rodrigues no baixo, em algum momento de 2008, deu a pitada que faltava na cozinha. Com a casa pronta, o trabalho foi de acabamento, reforçando as composições próprias e acrescentando PJ Harvey à parede de referências, que já pendura posters de Wellwater Conspiracy, Irma Thomas, o já citado Lanegan e alguns rabiscos de Fever Ray.

Com shows em Porto Alegre e arredores, a MESS apresenta um estilo único, que soa bem, sem imitações simplistas ou referências óbvias. Aclamado como um "rock elegante" que só é possível pela junção de quatro personalidades que primam pela criatividade e distância do senso comum.
Maria Elvira e os Suprassummos do Swing não é uma banda de garotas, nem de garotos; não é rock gaúcho, nem paulista, nem inglês; não é mod, nem grunge, nem new wave; não toca de terninho, nem fantasiada. A MESS é uma banda, e está contente com isso.

Sobre a Badhoneys (http://www.myspace.com/badhoneys):

A Badhoneys é uma banda de Porto Alegre, formada em Julho de 2009 por Giana Cognato na guitarra e vocal, Stefano Fell na bateria e Rodrigo Souto no baixo. Os integrantes do power trio há tempos vem atuando no cenário underground do rock alternativo da cidade, em diversas bandas, algumas em atividade (Transmission, Andina e Loomer) e outras nem tanto (Girlish, Dead Fingers).
As influências vão do Grunge dos anos 90 ao pós-punk dos anos 80 onde bandas como NIRVANA, PIXIES, SONIC YOUTH, NEW ORDER e JOY DIVISION são referências básicas para o som da banda. As músicas também transitam pelo stoner rock com melodias vocais influenciadas por cantoras como CAT POWER e PJ HARVEY.

O trio tem na veia o rock alternativo, com peso e melodia, letras em inglês e muita energia com criatividade.  
Atualmente está  se preparando para gravar seu primeiro EP.

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!