Na boleia com a Comunidade Nin-Jitsu

Entre tantas bandas que conquistaram uma legião de fãs e ainda seguem arrecadando novos ouvintes estão os gaúchos da Comunidade Nin-Jitsu. A banda, que mistura o rock com funk e muito bom humor em suas composições, conta que esse clima nos shows e em suas canções se dá ao clima familiar que existe entre os músicos. Pelo menos isso é o que conta o vocalista Mano Changes:

– A Comunidade Nin-Jitsu é uma banda familiar, no sentido de que o Fredi e o Nando são irmãos e eram meus vizinhos de infância durante o veraneio. E eles sempre fizeram música e construíram as suas histórias através dos instrumentos. Quando eu entrei nesse processo foi para que esse grupo de amigos pudessem participar da cena musical que acontecia em Porto Alegre.

Como a banda é formada pelos amigos de longa data Mano Changes (voz), Nando Endres (baixo e voz), Fredi ‘Chernobyl’ (guitarra, voz e programações) e Gibão Bertolucci (bateria); nunca houve a pretensão em ser conhecidos, mas sim em fazer festa e comemorar por tudo. E é essa vontade de apenas fazer as coisas que os deixam felizes é que faz com que a banda siga a tanto tempo junto, afinal já são vinte anos de carreira:

– Acho que é esse sentimento de levar as coisas de forma mais descontraída, mas sempre com respeito que cada um tem pela própria banda. O segredo para a longevidade de uma banda é gostar das pessoas que estão contigo, mas também saber tolerá-las.

Esse sentimento de ser descontraído segue até nas composições da banda, conforme nos explica Mano Changes: “Todas as ideias de composição passa pelo aval de nós três e cada um dá a sua lapidada para que o produto final fique com a cara da banda. Mas um ponto que a gente preza bastante é a espontaneidade, até porque nós não queremos acabar nos tornando uma indústria geradora de conteúdo.”

O que vem por aí!

Com o lançamento do novo trabalho ‘King Kong Diamond’ a banda completa vinte anos. Mas, apesar de tanto tempo na estrada, a banda não se preocupa em amadurecer, mas sim em continuar intenso em cima do palco: “Acho que quanto mais tu toca maior é o teu amadurecimento, mas tu também pode ficar chato e perder o tesão de subir no palco e fazer o teu show da melhor maneira possível”, relata Mano Changes, que complementa, “queremos sim é continuar intensos em cima do palco e mostrando para o público que é o carinho deles que nos move a continuar.”

O vocalista da banda também conta que, no momento, o foco do grupo está em trabalhar com esse novo trabalho, mas também já começam a pensar no sucessor desse álbum: “A gente está trabalhando com muito carinho no disco novo e também queremos continuar fazendo shows, divertindo as pessoas e nos divertindo também. Nós também não queremos ficar mais tanto tempo sem produzir outro trabalho autoral. Mas a gente sabe que para que algo saia bem-feito tem de se focar muito.”

Sobre Rock Gaúcho 13840 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!