Nenhum de Nós: Marcelo Ferla fala sobre o livro da banda

Um líder nato de voz potente, um gordinho simpático e um magrão que lembrava personagem de novela. Os três tinham muito em comum: nenhum de nós enxerga bem; nenhum de nós serviu no quartel; nenhum de nós repetiu na escola. Logo o trio virou o clube dos cinco, superou algumas dificuldades, atravessou o escuro deserto do céu, e hoje, comemorando 30 anos, soma mais de 2 mil shows e fãs por todo o Brasil.

A biografia de uma das maiores bandas do país foi escrita pelo jornalista Marcelo Ferla, que conversou com a editora Belas Letras sobre o processo de criação do livro, já em pré-venda.

Belas Letras: O que mais te surpreendeu ao escrever sobre a história do Nenhum de Nós?
Marcelo Ferla: Perceber e entender os motivos pelos quais o público da banda se renovou tanto.

BL: O Nenhum de Nós é uma banda que completa 30 anos e consegue se manter afastada de brigas e polêmicas. A que você atribui isso?
Ferla: Ao modo de pensar dos integrantes e do produtor do NdN. Eles focam no trabalho e são muitos conscientes de onde querem chegar.

BL: Na sua visão, o que faz com que a banda se mantenha durante 30 anos com a mesma formação?
Ferla: Amizade e sinceridade na condução dos bons e maus momentos.

BL: Você já acompanhava o Nenhum de Nós, certo? Qual foi a maior dificuldade para escrever a biografia?
Ferla: Não foi difícil. A banda é muito profissional e organizada, e estava interessada em contribuir para que eu chegasse ao melhor produto final possível. Eventualmente um integrante lembrava de determinado evento de um disco ou fase e outro integrante discordava da época ou não lembrava de algum detalhe, mas aí a gente conversava, pesquisava e descobria (eles mesmos buscavam referências em fotos, anotações). Neste sentido a fase bem inicial (sequência de shows e algumas datas que misturavam o NdN como banda e o trio como banda de apoio do Vitor Hugo) deu mais trabalho.

BL: Aconteceu algo inusitado ao longo de suas pesquisas sobre a banda?
Ferla: Não exatamente inusitado, mas muitas descobertas ao longo das pesquisas e entrevistas que faziam com que eu voltasse em capítulos prontos para complementar ou mudar alguma coisa. Foi sempre um vai-vém, também alimentado por novas lembranças dos integrantes, que recordavam de fatos que às vezes davam outro sentido ao que tinha sido escrito.

Sobre Rock Gaúcho 13382 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!