Oni

A Oni teve seu inicio em meados 2005 quando os amigos guitarristas Josué Braun e Davi Freiberger [que saiu da banda, por motivos particulares, em maio de 2011], com a ajuda do baterista Evandro “Lalas” Würzius, começaram a ensaiar juntos, de forma instrumental apenas algumas musicas de autoria de Josué. O intuito era criar um som que misturasse rock com metal e ainda com as letras em português.
Algum tempo depois, se juntou à banda Héo Krewer para fazer as vezes do baixo, no teclado. Em novembro de 2006 juntou-se à banda Gabriel Silva para assumir os vocais principais. Depois de algum tempo já havia mais de 25 músicas próprias ensaiadas. Em 2007 a banda teve a baixa do primeiro baterista. Então Gabriel assumiu a bateria e a voz, pois já sabia tocar o instrumento. Por quase um ano a banda seguiu essa fórmula, fazendo shows e compondo material próprio. Foram gravadas quatro demos caseiras: “Relicário” e “Epitáfio” em 2006, “Off-Oni” em 2007 e “Onimatopéias” em 2008, ao todo mais de 45 músicas.
Sentindo a falta de “algo mais” os integrantes convidaram Jefer Kunrath para juntar-se à banda em maio de 2008. Daí em diante a banda fez mais shows e o público começou a pedir, cada vez mais, por material da banda. Depois de entrar em contato com o estúdio Casa do Som, de São Vendelino-RS, a banda se programa para gravar seu CD de estréia em janeiro de 2009 e começa os ensaios.
Para o disco foram selecionadas 13 músicas dentre as muitas compostas em quase três anos de estrada. “Foi um processo natural compor as músicas ao longo dos anos e com as experiências acumuladas. Fizemos um disco bem rock”, dizem os integrantes. “São letras que falam de relacionamentos e sobre a vida em geral, mas sem cair no clichê”, salientam.
O disco homônimo foi gravado na primeira semana de 2009. Foi produzido pela própria banda e gravado, mixado e masterizado por Marcio Adam. O projeto gráfico foi idealizado pela banda e o trabalho final, impressão e prensagem do CD ficou a cargo da Gravadora Vozes – CD Sul, de Caxias do Sul. Nas músicas se encontra traços das principais influências da banda: as mais importantes vertentes do rock, passando ao metal e ao grunge. “Demos bastante atenção aos instrumentos e arranjos, mas não esquecendo jamais da importância das letras e melodias”, salienta Gabriel.
Nos shows o repertório inclui músicas do disco e versões de músicas das bandas que mais influenciaram os integrantes; principalmente rock dos anos 70′ e 90′.
Oni vem de onipresente: nada como o poder da música: de estar em todo lugar ao mesmo tempo: na cabeça das pessoas: nas ondas, simplesmente: no ar.

Contato:
E-Mail: [email protected]
Telefone (51) 3634-1252
Site: http://www.onirock.com.br
Facebook: http://www.facebook.com/home.php?sk=group_110314472389232&ap=1
MySpace: http://www.myspace.com/onirocknroll