Opinião e Pisca Produtora apresentam Nação Zumbi

Nação Zumbi / Dovilé Babraviciuté

O Nação Zumbi, dos grupos precursores do movimento manguebeat, irá voltar ao palco do Opinião, no dia 21 de março, com a sua nova turnê, baseada no repertório do álbum de releituras “Radiola NZ – Vol. 1”, lançado no final de 2017. A banda, que acompanhou Chico Science e ajudou a revolucionar a música pop nacional, ao propor uma mistura de elementos sonoros típicos do nordeste com outros gêneros consagrados no país, como o rock e o rap, vai retornar à capital gaúcha para relembrar e homenagear o seu antigo cantor, até hoje cultuado por diversas gerações. Abrindo espaço para as versões cheias de personalidade de “Refazenda”, “Ashes to Ashes” e “Do Nothing”, clássicos imortalizados por artistas do calibre de Gilberto Gil, David Bowie e The Specials, o conjunto pernambucano também passeará pelos seus maiores clássicos, retirados dos álbuns “Da Lama ao Caos” e “Afrociberdelia”, que causaram um enorme estrago quando chegaram às lojas, em meados dos anos 90. “Macô”, “Fome de Tudo”, “Manguetown”, “A Praiera” e a absoluta “Maracatu Atômico”, um dos maiores hinos de todo o manguebeat, certamente dividirão espaço no repertório, colocando todo mundo para agitar na pista.

NAÇÃO ZUMBI

Criada no início dos anos 90, na capital pernambucana, a Nação Zumbi (ainda sob a alcunha de Chico Science & Nação Zumbi) lançou o seu primeiro álbum, “Da Lama ao Caos”, em 1994. O trabalho se tornou um dos marcos do manguebeat, movimento que, junto com outras bandas da região, ajudou a deslocar o eixo da música nacional para além de Rio-São Paulo, introduzindo elementos locais ao pop e sendo considerado tão importante para a nossa história quanto a Tropicália.

O segundo disco da banda, “Afrociberdelia”, marcou o encontro entre as músicas brasileira e africana, o rock, o rap e as revoluções digitais que deram uma nova cara ao mundo, naquela época. O álbum reúne alguns dos grandes sucessos da Nação Zumbi, presentes no set-list do grupo até hoje, como “Macô”, “Manguetown” e “Maracatu Atômico”. Só que, menos de um ano depois, Chico Science morre de maneira precoce, em um acidente de carro em Recife.

Depois da enorme perda, a Nação Zumbi conseguiu se reestruturar e se reinventar ano apos ano, disco após disco. O grupo acumulou mais seis álbuns de estúdio – “CSNZ” (1998), “Rádio S.Amb.A” (2000), “Nação Zumbi” (2002), “Futura” (2005), “Fome de Tudo”(2007) e “Nação Zumbi”(2014) – e soube agregar todos os elementos que tornaram a banda respeitada e influente, quase que no mundo todo. Os shows rolaram por todo país, diversas vezes nesses ano todos, e levaram os pernambucanos também aos principais festivais do exterior, como o Lollapalooza Chile, o Summerstage NY, o Montreux Festival e o Lollapalooza Argentina.

No final de 2017, a Nação Zumbi lançou o seu primeiro álbum de releituras, chamado “Radiola NZ – Vol. 1”, pelo selo independente Babel Sunsete. No repertório, estão composições de Gilberto Gil, David Bowie, Tim Maia, Marvin Gaye, Raul Seixas e Beatles. A banda provou nesse registro que tem uma facilidade fantástica de fazer as mais diversas influências se manifestarem em seu som, sempre de forma orgânica. “Radiola NZ – Vol. 1” está disponível em todas as plataformas e antecede o próximo trabalho de inéditas do grupo, que já está em fase avançada de composição.

NAÇÃO ZUMBI
Onde: Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)
Quando: 21 de março, quinta-feira, a partir das 23h
Abertura da casa: 21h30
Classificação: 16 anos

Ingressos:

Lote 1:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 45
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 40
Inteira: R$ 80

Lote 2:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 55
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 50
Inteira: R$ 100

Lote 3:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 65
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 60
Inteira: R$ 120

Lote 4:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 75
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 70
Inteira: R$ 140

* Os alimentos deverão ser entregues no Opinião, no momento da entrada ao evento.
** Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados na Lei Federal 12.933/13.

Demais descontos:
* 50% para idosos: Lei Federal 10.741/03 – obrigatória apresentação de identidade ou documento oficial com foto.
* 50% para jovens pertencentes a famílias de baixa renda: Lei Federal 12.933/13 – obrigatória apresentação da Carteira de Identidade Jovem e de documento oficial com foto.
* 50% para pessoas com deficiência (e acompanhante quando necessário): Lei Federal 12.933/13 – obrigatória apresentação do Cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Pontos de venda:
Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência – somente em dinheiro): Multisom Bourbon Wallig

Demais pontos de venda (sujeito à cobrança de R$ 5 de taxa de conveniência – somente em dinheiro):
Multisom Porto Alegre: Shopping Praia de Belas, Iguatemi, Bourbon Ipiranga, Barra Shopping Sul, Shopping Total e Andradas 1001
Multisom Região Metropolitana: Bourbon São Leopoldo, Bourbon Novo Hamburgo, Park Shopping Canoas e Canoas Shopping

Online: www.blueticket.com.br/grupo/opiniao

Informações:
www.opiniao.com.br
www.facebook.com/opiniao.produtora
www.twitter.com/opiniao
(51) 3211-2838

Sobre Rock Gaúcho 2051 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.