Os Eles revivem no palco do Opinião os momentos mais memoráveis dos anos 80

Os Eles / Carangacci Música

Os Eles, uma das bandas clássicas do rock gaúcho, retornou aos palcos em abril, com um show sold out no Sgt. Peppers. Os ingressos esgotaram tão rápido, que o grupo resolveu repetir a dose, só que agora em um lugar maior. No dia 6 de julho, Os Eles vai se apresentar no Opinião, revivendo o grande sucesso conquistado pelo grupo nos anos 80 e reunindo as músicas dos seus dois LP’s, “Às Vezes se Perguntam”, distribuído de maneira independente em 1986; e “Não Adianta Mais”, lançado pela Polygram em 1987. A banda, que entrou para a história do rock gaúcho pelo bom humor, letras politizadas e apresentações cênicas – essa última uma contribuição do saudoso Nico Nicolaiewsky, diretor da turnê do primeiro álbum – ainda teve destaque nas rádios de todo o Brasil, com os sucessos “Só Imagem”, “Silicone”, “R.U.” e “American Way of Life”. No Opinião, a banda irá apresentar também a canção “A Corrente”, poema de Carlos Drummond de Andrade, que integrou o disco de estreia do grupo e elogios do próprio punho do poeta, um ano antes da sua morte. Com a presença do comunicador e DJ Porã, responsável por esquentar a pista com o melhor dos anos 80 até a hora do show, Os Eles subirá ao palco com Leandro Branchtein (vocal), Dannie Dubin (guitarra), Leo Henkin (guitarra), Artur Saute (baixo), Gabriel Gottardo (teclado) e Sidney Schames (bateria).

OS ELES

Curta, porém intensa – assim foi a vida d’Os Eles. A banda nasceu em 1984 e, quatro anos depois, encerrou os seus trabalhos. Nesse meio tempo, gravou dois discos – que foram lançados de forma independente e pela gravadora Polygram (atual Universal Music) – e chegou a tocar ao lado do Paralamas do Sucesso e do RPM.

Com o fim do grupo, os seus integrantes passaram a se dedicar a outros projetos. O único que seguiu na música foi Leo Henkin, que hoje faz sucesso com o Papas da Língua. Leandro Branchtein (vocal), Darwin Gerzson (baixo) e os irmãos Régis e Dannie Dubin (bateria e guitarra, respectivamente) optaram por outros caminhos, como medicina e publicidade.

Sempre marcados por interpretações teatrais, os shows da banda causavam polêmica. Para executar a música “Prendo e Arrebento”, por exemplo, Branchtein subia ao palco vestindo um uniforme militar. Em um show no Araújo Vianna, em agosto de 1985, a faixa “CDF” também ganhou a sua versão cênica.

“Colocamos uma cadeira no centro do palco. Nela, sentou um garoto gordo, de dez ou 12 anos”, relembra Henkin. “Ele era irmão de algum amigo da banda e ficou ali durante toda a música, cuja letra execrava aquela figura típica, comum nas escolas, que é um misto puxa-saco e dedo duro dos professores e tem a pose de estudioso”.

Sim, a banda não estava nem aí para o politicamente correto. Era contestadora e desafiava ordens. O tal uniforme de “Prendo e Arrebento”, a propósito, foi usado inclusive no palco de um clube militar. A contragosto dos contratantes, obviamente, que tentaram impedir Os Eles de fazer o seu protesto contra a ditadura.

Infelizmente, existem poucos registros da banda, poucas fotos, que chegam ao status de relíquia hoje em dia. O produtor Ilton Carangacci guarda uma delas, tirada em 1985, durante um desses shows no Araújo Vianna.

“Esse dia foi memorável e teve um público de, aproximadamente, seis mil pessoas. Tinha no line-up a abertura dos malucos e nossos grandes amigos do Prisão de Ventre, antiga banda de Tchê Gomes, do TNT, e Frank Jorge”, relembra Carangacci. “Na sequência, tocaram Banda de Banda, Os Replicantes e Os Eles.”

OS ELES
Onde: Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)
Quando: 6 de julho, quinta-feira, a partir das 21h30
Abertura da casa: 20h
Classificação: 16 anos

Ingressos:

Lote 1:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 35
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 30
Inteira: R$ 60

Lote 2:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 45
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 40
Inteira: R$ 80

Lote 3:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 55
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 50
Inteira: R$ 100

* Os alimentos deverão ser entregues no Opinião, no momento da entrada ao evento.

** Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da carteira de estudante na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados no artigo 4º da Lei Estadual 14.612/14.

Pontos de venda:

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência – somente em dinheiro): Youcom Bourbon Wallig

Demais pontos de venda (sujeito à cobrança de R$ 5 de taxa de conveniência – somente em dinheiro):
– Youcom: Shopping Praia de Belas, Bourbon Ipiranga, Barra Shopping Sul e Bourbon Novo Hamburgo
– Multisom: Andradas 1001 (Centro de Porto Alegre) e Bourbon São Leopoldo
– Online: www.blueticket.com.br/grupo/opiniao

Informações:
www.opiniao.com.br
www.facebook.com/opiniao.produtora
www.twitter.com/opiniao
(51) 3211-2838

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!