OSPA se apresenta com a banda Nenhum de Nós, Renato Borghetti e Os Fagundes neste domingo, na Redenção

A amplitude de sons e ritmos vai ser celebrada no dia 21 de abril, a partir das 11h30, no Parque da Redenção. Com entrada franca, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, sob a regência do maestro e diretor artístico Tiago Flores, comanda o concerto que vai reunir a banda Nenhum de Nós, o acordeonista Renato Borghetti e o grupo Os Fagundes. Os convidados dividem pela primeira vez o mesmo palco, em uma iniciativa da empresa Souza Cruz que vem promovendo grandes concertos com um público de mais 20 mil pessoas no centro da capital. O evento, que tem o apoio da Prefeitura de Porto Alegre e marca os 110 anos da Souza Cruz, vai contar com uma área reservada para pessoas com deficiência e com um intérprete de libras, além de ter as emissões de carbono neutralizadas (carbono free) e gerar 2 mil empregos diretos.

Em aproximadamente 1h15 o concerto vai apresentar um repertório de 16 composições que remetem à forte identidade da música brasileira do sul do país, com a mistura de sonoridades e referências do regionalismo e do rock contemporâneo. O setlist inicia com uma fantasia regional sobre temas gaúchos, de Tasso Bangel, seguida de Hope, da banda de symphonic metal Apocalyptica. Depois, o repertório do Nenhum de Nós é lembrado com Diga a ela, Camila, Camila, Você vai lembrar de mim, Amanhã ou depois e um novo arranjo para Paz e Amor. Já Renato Borghetti entra no palco executando clássicos como Barra do Ribeiro, Fronteira, Redomona e em conjunto com Os Fagundes também executa Merceditas e Canto Alegretense. Os Fagundes ainda permanecem no palco com Origens, Céu, Sol, Sul, Terra e Cor e Querência Amada. E para finalizar o espetáculo, orquestra e convidados invocam o mestre Lupicínio Rodrigues e seu hino Cevando o amargo, composta em parceria com Piratini.

Confira o programa:
Ospa
Hino Riograndense
Apocalyptica – Hope
Tasso Bangel – Fantasia Gaúcha

Ospa e Nenhum de Nós
Diga a Ela
Amanhã ou Depois
Camila
Você vai lembrar de mim
Paz e Amor

Ospa e Renato Borghetti
Barra do Ribeiro
Fronteira
Redomona

Ospa e Os Fagundes
Origens
Céu, sol, sul, terra e cor
Querência Amada

Ospa, Os Fagundes e Renato Borghetti
Mercedita
Canto Alegretense

Ospa, Os Fagundes, Renato Borghetti e Nenhum de Nós
Lupcínio Rodrigues – Amargo
 
Regente: Tiago Flores
Convidados: Nenhum de Nós, Os Fagundes e Renato Borghetti
Arranjadores: Arthur Barbosa, Daniel Wolff, Alexandre Ostrovski, Paulo Aragão, Rodrigo Bustamante e Paulo Dorfman

Patrocínio: Souza Cruz

Sobre o Nenhum de Nós

Em plena reta final da tournée “Contos de Água e Fogo”, o Nenhum de Nós suplantou a marca de mais de 1750 shows em seus 27 anos de carreira. Precursores do formato acústico no Brasil, é a primeira vez que o NDN se apresenta com uma Orquestra Sinfônica. O grupo é formado por Thedy Corrêa (voz), Carlos Stein e Veco Marques (nos violões e guitarras), Sady Homrich (bateria) e João Vicenti (acordeón e teclados), sempre acompanhados pelo músico Estevão Camargo, no baixo. A banda promete surpresas para breve em seu repertório, já que anuncia para junho o lançamento do terceiro DVD de sua carreira, o segundo em formato acústico.

Sobre Renato Borghetti

Com sua música marcada pela gaita ponto, Borghetti se mantém fiel as suas raízes folclóricas, revisitando importantes “standarts” da música do RS. Seu trabalho inclui influências de outros estilos como pop, samba, jazz e tango. Seu primeiro álbum foi gravado em 1984, com recursos próprios, alcançando a marca de 100.000 cópias em poucos meses, tornando-se o 1º disco de ouro de toda a história da música instrumental brasileira. Com 26 álbuns e dois DVDs gravados, atualmente Borghetti é um dos artistas brasileiros de mais sólida carreira internacional: com seu grupo, em 2007, estreou no Festival de Verão de Bolonha uma turnê européia que durante um mês percorreu a Itália, Croácia, República Tcheca, Áustria e Alemanha.

Sobre Os Fagundes

Criada em 2001 pela família de músicos já consagrada no cenário musical gaúcho, a banda é composta por Bagre Fagundes e seus filhos Neto, Ernesto e Paulinho, além de seu irmão Nico como o poeta da família. O primeiro CD para a Galpão Crioulo Discos, intitulado Os Fagundes, foi lançado no Theatro São Pedro. Antes disso, a família já havia gravado dois discos juntos – Fagundaço, de 1986, e Natal Luz, em 1996, sem a denominação atual. Em 2004 o grupo lançou seu segundo álbum, Para Todas as Querências e no ano seguinte gravou o DVD Os Fagundes: ao Vivo no Theatro São Pedro. Os Fagundes estão comemorando 30 anos do Canto Alegretense (Nico e Bagre) e cantam um Rio Grande que venera as suas origens mas que está aberto as sonoridades do mundo.

Sobre a Souza Cruz

Uma das principais empresas presentes no Rio Grande do Sul, onde mantém usina de processamento de fumo, fábrica, parque gráfico e centro de pesquisa que geram cerca de dois mil empregos diretos, a Souza Cruz completa em abril 110 anos de existência, renovando-se sempre. Reconhecida por sua preocupação com o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável, sua área industrial de Cachoeirinha utiliza água reciclada da chuva, energia produzida com geradores de gás natural e ocupa somente 10% do terreno de 208 hectares, dos quais 90% foram reservados à preservação ambiental. Metade desta área foi destinada à implantação de um parque que abriga espécimes nativas da fauna e flora regionais.

Serviço:
Concerto OSPA, Nenhum de Nós, Renato Borghetti e Os Fagundes
Domingo, 21 de abril, 11h30
Parque Farroupilha – Redenção – Entrada franca
Apoio: Prefeitura Municipal de Porto Alegre
Realização: Ospa e Souza Cruz
Assessoria de imprensa: Jornalista Cybeli Moraes

Sobre Rock Gaúcho 6302 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!