Papas da Língua lançam CD inédito

por LUÍS BISSIGO Machado de Assis descreve, no conto Um Homem Célebre, o dilema de um compositor que almeja criar grandes obras sinfônicas, mas torna-se conhecido no Rio de Janeiro do século 19 por escrever música popular. Se tal sucesso incomoda o personagem machadiano, não representa problema para os Papas da Língua, banda gaúcha que fez fama justamente pelo acentuado apelo pop das canções espalhadas em seus cinco discos – reputação que o novo álbum, Disco Rock, só faz confirmar. O repertório do novo CD de Serginho Moah (voz), Leo Henkin (guitarra e violão), Zé Natálio (baixo) e Fernando Pezão (bateria) – reforçados por dois tecladistas convidados, o ex-Barão Vermelho Humberto Barros e o companheiro de estrada Cau Netto – é exatamente o que se poderia esperar da trupe. Ou seja: os Papas oferecem uma nova coleção de hits em potencial, canções fáceis de ouvir e memorizar, fartas em melodias e estribilhos marcantes, sempre falando de amor. Oba Oba, o single que está no rádio, escrito pelo guitarrista Henkin em parceria com a filha Natália, 15 anos, é a amostra perfeita. Mas, das 13 canções do roteiro, outras também deverão chegar ao rádio, da dançante faixa-título à delicada Estou Aqui, claramente inspirada em Coldplay – para quem os Papas abriram os shows em São Paulo, em fevereiro do ano passado. Entre guitarras de timbre vintage, teclados sutis e interpretações versáteis de Moah, outras melodias saltam aos ouvidos – Juliana, Te Peguei, Só se For Agora (parceria com Santiago Neto, do Sombrero Luminoso) e O Amor se Escondeu (com voz de Paula Toller) entre elas. Disco Rock é também decisivo para uma banda que quer firmar posição no mercado nacional. Depois da projeção alcançada em 2006, quando a balada Eu Sei entrou na trilha sonora da novela Páginas da Vida, os Papas se fizeram ouvir em praticamente todo o Brasil e foram tocar também em Portugal, em Angola e na Argentina. Desta vez, a cobrança por um novo álbum vem de platéias de outros sotaques e idiomas. Disco Rock pode não ter a variedade sonora de seu antecessor, o ótimo Ao Vivo Acústico (2004), mas tem melodia e apelo pop de sobra para passar na prova. DISCO ROCKPapas da LínguaPop. EMI, 13 músicas, R$ 29 em média.

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!