Parada Obrigatória lança tributo ao Rock Gaúcho e apresenta novo baterista

A Parada Obrigatória volta aos palcos em abril de cara nova e com o show “Tributo ao Rock Gaúcho”. Depois de uma reformulação no início do ano, com a saída de dois dos integrantes, a banda mostra com esta nova turnê que sua capacidade de envolver o público com músicas fortes e performances empolgantes continua sendo a sua marca característica. O público pode conferir a performance nesta sábado, na Estação da Mata, na Festa de Aniversário de um ano da Revista Agitus.

Um show pensado do início ao fim para levantar o público – depois de conhecer o setlist da turnê e ver os ensaios, não há como prever outra coisa senão isso, já que a performance tem potencial para agradar a fãs das mais diversas gerações. No tributo estarão presentes bandas imortais que construíram a personalidade jovem e aventureira do rock’n’roll, como Cascaveletes e TNT, a personificação desses elementos em Alemão Ronaldo, além da pegada nativista, que regionalizou o estilo, com a Graforreia Xilarmônica. Haverá espaço também para se entoar as letras das músicas que cantamos com a alma, como as do Engenheiros do Hawaii, do Cidadão Quem e do Nenhum de Nós, e, assim, as músicas prometem levar o público ao delírio. A apresentação conta ainda com a energia das bandas mais novas, como o Acústicos e Valvulados e a Ultramen, e daquelas que levaram o nosso som para outros pagos, como Cachorro Grande e Bidê ou Balde. Sem esquecer da ousadia dos que acrescentaram novos elementos e ritmos, como o DeFalla e a Comunidade Nin-Jitsu.

Reformulação> No início do ano o público ficou em dúvida se com a saída do baterista Gui Cardoso, um dos fundadores, e também do tecladista Osório Nascimento, a banda iria mudar de rumo. Contudo, essa dúvida logo teve fim através dos testemunhos de Ale Fontoura (vocalista), John Raugust (guitarrista) e Geleia (baixista). Para eles, o novo baterista, André Friedrich, escolhido a dedo, já está incorporado à P.O. e também ao som a que ela se propôs ao longo de sua trajetória. “Os ensaios estão cada vez melhores. Nós sentimos que o André entrou para fazer a diferença. Notamos essa vontade nele tanto musicalmente quanto como pessoa, ou seja, percebemos que ele compartilha o mesmo sonho”, declarou o guitarrista John Raugust, na página oficial da Parada Obrigatória.

Futuro> Em estúdio para a gravação do seu segundo álbum, com nova turnê na estrada e aguardando o lançamento do filme Cromossomo 21, que conta com o novo single “Além das Barreiras” como trilha, eles são hoje a banda em maior ascensão no cenário musical no Rio Grande do Sul. Sorte de quem puder presenciar esse verdadeiro espetáculo de mais de duas horas de puro Rock’n’Roll Gaúcho.

Trajetória > Formada em 2008, em Ijuí, com influência musical de várias vertentes do Rock contemporâneo, a Parada Obrigatória faz um rock simples, harmonioso e divertido. Um estilo que já conquistou muitos fãs.

O talento destes quatro ijuienses já os levou ao Coca-Cola Parc e Arena Coca-Cola, ambos em Porto Alegre, ao Coca-Cola Vibezone, no Sierra Park, em Gramado, onde dividiram palco com grandes nomes do cenário musical entre eles O Rappa, Klaus e Vanessa, Strike, Reação em Cadeia e Chimarruts. Possibilitou entrevistas em programas voltados aos talentos da música gaúcha como Radar, da TVE e Patrola, da RBS TV.

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!