Rock À Vistaaaa!

Rock à Vistaaaaaaaaaa!

Não, não é promoção de loja popular da avenida voluntários da pátria (avenida no centro da cidade de Porto Alegre, que vende de tudo, tranqueiras, produtos paraguaios, coreanos, chineses, americanos, nacionais e… se existe alguma coisa fabricada em Marte, tem na voluntários, na promoção: dois por déi reau)

Rock à vistaaaaaaaaaa!

Como gritavam nas Naus portuguesas ao atravessar o oceano e avistar terra, noto que o Rock está voltando as casas de shows, para algumas rádios, para o ouvido da galera que usa aparelho de mp3, Pô! até em Santa Maria, Santana do Livramento e São Borja  estão rolando  shows de Rock!

Antes que comecem a GRITAR e ESPERNEAR, explico o porque disso:

Durante muito tempo não estavam rolando shows nestas cidades, porque não tinham casas noturnas, casas de shows, que trouxessem rock, agora tá começando a rolar isso, o que é um maravilhoso sinal, pois mostra que o público quer se divertir de novo e sair cansado e satisfeito de uma noitada de música.

ALIÁS! se eu fosse um prefeito ou vereador de alguma cidade, ia facilitar pra rolar shows de rock  na minha cidade, sim shows, o show é um fenômeno social muito importante para toda uma geração de pessoas, que na sua juventude, na sua explosão hormonal, PRECISA deste show para extravasar, e ter uma semana feliz, pense: o garoto , a garota, sai de casa, vai para um show de rock, dança, canta, se diverte com amigos, sua ( do verbo suar), cansa, extravasa, e volta pra casa cansada, moída, e FELIZ, não tem mais o que fazer depois de um bom show de rock, ela tá moída, mental e fisicamente moída, vai direto pra casa, nestas baladas de hoje, o garoto, a garota, vai pra festa, se arruma MUITO, bebe muito, dança  pra fazer o tipo tô me divertindo, olhem pra mim  NÃO CANSA, NÃO SUA, NÃO ELIMINA NA NOITE O QUE BEBEU, vai pra rua depois do show, e faz merda, equação simples: se tu esgotou o corpo, ele pede água, se tu tem energia, tu vai querer ação, então prefeitos e vereadores, MAIS SHOWS DE ROCK EM SUAS CIDADES.

Aliás (olha o aliás aí de novo gente! chora cavacooooooooo!)
sou do tempo que uma pessoa quando ia para um show, e saia do mesmo jeito que entrou, era considerado um incapaz, um azarado dos inferno, um looser.

Um show tem que te transformar, colocar os bichos para fora, te mudar, pra vc deixar tudo de sí nesse show, e ter uma semana tranquila, paz de espírito, corpo e coração.

Um show de rock te faz isso.

Comunidade que chamou atenção esta semana:

saudades de quando: Restart era um botão de video-game, colírio era remédio para os olhos, cine era abreviatura de cinema, vampiro era assassino, bonde era meio de transporte, rebolation era dança eletrônica, chapinha era coisa de menina, calça colorida era só do tiririca e justin bieber era apenas um espermatozóide.

Falando de terra à vista…

Sabiam que quando ao navegar, os marinheiros punham cestos nos mastros das caravelas, para observar o horizonte, á procura de terra, rochedos, naus inimigas, etc.. eram vigias, que lá do alto tinham visão mais privilegiada, estas cestas, onde ficavam os marujos eram denominadas , caralho.
quando um marinheiro era castigado numa viagem, era mandado para o caralho, como castigo, pois era o lugar mais isolado do navio, coisas da história e da língua Portuguesa.

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!