Rudson Xaulin: Escritor gaúcho lança livro com poemas vindos do rock n

O escritor RUDSON XAULIN lançou recentemente mais um livro, chamado CONTOS DA PEDRA. Desta vez o livro trás algo diferente para a carreira do escritor: “Ele é recheado de contos e poemas, que eu tirei de músicas que eu escuto há anos”, salienta. O livro tem passagens lindas sobre como todos nós levamos a vida, nossos erros, medos, acertos e confissões. Mas para isso, o escritor usou dezenas de músicas como pano de fundo para sua imaginação.

“Eu sento lá e escrevo as minhas coisas, sempre foi assim. E eu sempre tive o rock n’ roll como a minha trilha sonora, todos sabem disso. Em Contos Da Pedra eu só tentei dizer de fato, como essa influencia toda acontece”. O livro traz poemas baseados em clássicos do Queen, Black Sabbath, Guns N’ Roses, AC/DC, Rolling Stones, Led Zeppelin, Aerosmith e dezenas de outras bandas. “Já estamos trabalhando em uma nova versão, ou até mesmo um novo livro para 2017, quero incluir bandas nacionais, pois como estou produzindo shows, quem sabe eu não consiga fazer um livro com músicas de bandas que eu já trabalhei, bem como de bandas daqui que eu nunca tive acesso. Com a repercussão dos livros e dos shows, muitas bandas estão enviando material, e eu escuto tudo mesmo”.

Rudson Xaulin conseguiu unir a literatura e o rock n’ roll, essa mistura se deu por suas amizades com músicos de bandas do Rio Grande do Sul. “Eu acabei me tornando amigo de um balaio de gente bacana, e de bandas que eu escuto há muito tempo. Ainda é meio estranho trabalhar com esses caras, sabendo que eles fazem as canções que eu escuto, leem o que eu escrevo, quando percebo, estamos na mesma cidade, fazendo um show que eu estou produzindo, com os livros espalhados pelos cantos e nas divulgações”, pondera. Xaulin já produziu bandas como Hangar, Tequila Baby, Rosa Tattooada, Vera Loca, Kiara Rocks, Dinamite Joe e tantas outras que ele divulga, faz resenhas dos seus materiais e ajuda no que pode. “Eu acho que o rock n’ roll está mesmo cansado, mas temos bandas novas, e tem coisa boa aí no meio sim. O problema é que as pessoas estão deixando de ir aos shows, bandas estão acabando por não conseguirem viver de música e bares consagrados estão fechando as portas, por não terem como se manter. Os ingressos não são caros, acho que se você tem uma banda que curte, que está na sua cidade, e em um bar que te atende bem, vá”.

CONTOS DA PEDRA foi anunciado e teve suas cópias esgotadas em poucos dias. O livro voltou a ser vendido diretamente no link da editora (Contos da Pedra – Angels Publishing). “O legal de ver o livro sair assim, é que ele foi feito para um pessoal direcionado, mas perceber que as poesias estão se espalhando e perceber as pessoas me marcando em frases do livro, sendo que ela nem é do rock n’ roll, mostra que sim, podemos fazer essa música sair das margens, mas de maneira mais sútil. Acho que a visão do roqueiro, demoníaco, queimador de bíblia, é besteira. Acho que a vida mudou, e as coisas vão evoluindo, e é isso que eu tento passar nos poemas. Até a capa, eu pedi algo mais old, lado B, aquela coisa sem verba, fazer o que pode ser feito, e no fim, a capa parece muito com aquelas artes bizarras dos anos oitenta, e eu gostei mesmo”, finaliza.

Sobre Rock Gaúcho 13796 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!