Sonho de fã: Hibria vai abrir o show do Metallica no dia 28

Como qualquer fã do Metallica, Abel Camargo não esperou as bilheterias abrirem para garantir seu lugar no show que a banda faz no próximo dia 28, em Porto Alegre. Como qualquer fã do Metallica, Abel Camargo fritou as longas madeixas durante boas três horas até conseguir seu ingresso. Mal sabia que, alguns dias depois, tudo o que precisaria fazer para curtir o espetáculo seria subir no mesmo palco que seus ídolos e tocar com seus companheiros do Hibria – todos igualmente fãs do Metallica.

A escolha dos porto-alegrenses era ensaiada ao mesmo tempo que as negociações com o próprio Metallica avançavam. Quando a capital gaúcha foi confirmada como uma das cidades a receber um dos shows da etapa latino-americana da World Magnetic Tour (confira detalhes sobre ingressos no roteiro do Guia hagah), o currículo do Hibria apenas reforçou a indicação.

– Sempre confiamos na nossa história, no que a gente construiu, principalmente ao longo de 2009 – pontua Abel, um dos guitarristas do grupo.

O fechamento da década coincidiu com os 10 anos de vida do grupo e consolidou o Hibria como um dos nomes do metal brasileiro mais respeitados no Exterior. Começou com o lançamento do elogiado segundo disco, The Skull Collectors, recebendo resenhas positivas em revistas especializadas. Em seguida, a primeira parte de uma turnê que passou pela Ásia (Japão, Taiwan, Hong Kong e Coreia do Sul) e Canadá.

No segundo semestre, a banda voltou para a Ásia, onde tocou no Loud Park, gigantesco festival japonês de música pesada que reuniu Judas Priest, Slayer, Megadeth, Arch Enemy, Napalm Death e Antrax, entre outros. Depois de três anos, era a primeira vez que uma banda brasileira tocava por lá.

– Também fizemos shows só nossos em Osaka e Tóquio e abrimos para o Megadeth em Nagoya – lembra Abel.

A recepção oriental foi tamanha a ponto do editor da Burrn!, revista japonesa especializada em rock pesado, cravar: “Seria um elogio exagerado se eu dissesse que vem aí o Iron Maiden do século 21?”. Coincidentemente, o Hibria só não abriu o show do decano grupo inglês de metal em Porto Alegre, em 2008, por problemas técnicos de última hora.

Para a apresentação do dia 28 no Parque Condor, Abel, Iuri Sanson (vocal), Diego Kasper (guitarra), Marco Panichi (baixo) e Eduardo Baldo (bateria) contemplarão apenas o que tiverem de mais pesado em seu repertório. Tudo para não decepcionar os fãs, que, exceção à regra, não desdenharão a banda de abertura.

– É claro que a maioria do público não vai lá pra nos ver, mas encontramos as pessoas na rua e elas receberam muito bem essa conquista do Hibria, estão tão empolgadas quanto nós. Fora que quem não conhece a gente ou só ouviu falar vai ter a oportunidade de nos ver ao vivo – pondera o guitarrista.

Depois dos 50 minutos previstos para a abertura, não resta dúvida de que lá na plateia estarão os integrantes do Hibria. Como bons fãs do Metallica que são.



Fonte: Mission Metallica (http://www.mediahouse.com.br/metalica/)
Sobre Rock Gaúcho 13383 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!