Spartacus

Com o advento do LP Rock Garagem II, pela Gravadora gaúcha ACIT, em meados dos anos 80, oito novas bandas foram lançadas em vinil para todo o Rio Grande do Sul. Através da faixa Sem Cessar (o Destino da Humanidade), executada nas rádios alternativas e comercializada através do referido disco, SPARTACUS obteve reconhecimento por parte do público e da mídia no Rio Grande do Sul logo em seu início. Em seguida, sofre alterações estruturais em sua formação, sempre tendo Marco Di Martino como mentor. Em 29/01/1992, no Teatro-Bar Porto de Elís, em Porto Alegre, faz sua última apresentação, antes de dissolver-se por tempo indeterminado.

No final dos anos 90, o fundador e baixista Marco Di Martino, o guitarrista Victor Petroscki e o vocalista M Canto juntam-se para constituir uma base sólida que permita o retorno de Spartacus. No início de 2000, a entrada do baterista Erick Lisboa (Dee Erick) completa o quadro, possibilitando trazer a banda de volta ao palco. Participam de festivais e obtêm aprovação do público e da crítica. Em março de 2001, Victor Petroscki viaja aos EUA e Marcelo Riccardi assume as guitarras. A longo de 2001, a banda marca presença em apresentações no cenário musical de Porto Alegre, visitando também o interior do estado. Enquanto isso, é lançada a coletânea ‘Rock Soldiers Vol. VI’ que traz Spartacus como banda de abertura. Victor Petroscki retorna à banda no final do ano. Em abril de 2002, é lançada a coletânea ‘Good Music Rock Festival’ que apresenta Spartacus e outras nove bandas selecionadas dentre 270 inscritas.

Entre as principais apresentações do grupo, estão os shows no Acampamento da Juventude do Fórum Social Mundial em 2002 e 2003, a abertura do show da banda Patrulha do Espaço (fundada pelo ex-mutante Arnaldo Baptista), no Manara Bar, em Porto Alegre, e o Festival Heavy RS, no Bar Opinião, em 31 de maio de 2004, com encerramento do Dr Sin. No final de 2004, é finalizada a confecção do primeiro CD inteiramente de Spartacus: Libertae, cuja campanha de divulgação de lançamento inicia em Pelotas, em 11 de dezembro, passando por Porto Alegre, no dia 16 do referido mês e culminando com a apresentação de 28 de janeiro de 2005, pelo Fórum Social Mundial, televisionada para todo o Rio Grande do Sul pela TVE/RS.

Após o lançamento do CD Libertae, Spartacus sai de cena para reavaliação e conseqüente reestruturação da banda. Victor Petroscki volta aos Estados Unidos e Erick Lisboa retira-se para projetos musicais diversos. Em seus lugares entram Rodolfo Chaves e Guilherme Oliveira, respectivamente guitarras e bateria. Em setembro de 2007, Rodolfo deixa Spartacus. Em novembro, o ex-guitarrista Márcio Massa – integrante de uma marcante formação dos anos 80 – faz uma rápida passagem pela banda. Victor Petroscki retorna dos EUA e se reincorpora ao grupo em setembro de 2008. Recomeçam os trabalhos para a preparação de um novo disco.

Em maio de 2010, começam as gravações do segundo disco de Spartacus.

Contato:
E-Mail: [email protected]
Telefone (51) 3286-6795
Site: http://www.spartacus.mus.br
MySpace: http://www.myspace.com/spartacusbr