Thomas Butterfly

Thomas Butterfly   (release)   Banda de Rock Progressivo de Porto Alegre, Brasil Marcelo Wolff, Daniel Fontoura, Lauro Levandowski       Divulgando seu progrock único por 26 anos, com 26 lançamentos independentes,  sendo 1 legalmente registrado, 3 músicos principais e mais 28 músicos participantes, mais de 30 vídeos, 4 hits no rádio,  mais de 100 apresentações ao vivo desde 1981. Estes números podem ser modestos em alguns pontos, mas significativos em outros.  Contam que nossa banda recebeu muitos parceiros ao longo dos anos. Também mostram nossa numerosa produção musical.  Mas acima de tudo, a originalidade e variedade das músicas podem ser notadas  por quem as escuta. Convidamos você a explorar essa borboleta musical, com todas suas cores,  brilhantes e escuras, suaves e fortes. Thomas Butterfly é o nome de um personagem do folclore escocês do século 13  que foi presenteado com o dom da premonição pela rainha do submundo.    Bandsite atual:   www.thomasbutterfly.blogspot.com   (com liks para músicas) Bandsite história:  www.thomasbutterflyband.blogspot.com    (com links para músicas) Contato:  [email protected]

Histórico da Banda   A história volta para 1980 quando Lauro Levandowski (guitarra) e Marcelo Wolff (vocais) junto com Leandro, baixo e Odir, bateria, membros da “Slow”, tocavam heavy metal em português, em escolas locais. Eles eram pioneiros audaciosos deste estilo de música chocante para a cena local e espalharam a proposta para teatros e festivais, determinando um exemplo seguido por bandas locais mais tarde.   Em 1985 porém, a “Slow” decidiu expandir sua experimentação musical e embarcou no mundo mágico do rock progressivo. O som agressivo foi cercado por teclados climáticos (Alencar) e as possibilidades musicais aumentaram. O trabalho da banda foi divulgado em teatros locais, nas rádios e em São Paulo.   Em 1988 o nome da banda foi mudado para Thomas Butterfly e a formação mudou também, Pois Lauro e Marcelo seguiram em frente, agora acompanhados pelo baterista e produtor Daniel Fontoura. Sua influência adicionou não só qualidade e técnica as composições, ele também apresentou a banda a muitos músicos profissionais tocando em bandas “cover” famosas.  Muitos deles foram convidados a se apresentar com o trio em shows em grandes teatros como Porto de Elis e Opinião. Bad contact e Praying dolls foram tocadas em duas rádios junto com entrevistas e divulgação na revista Veja e jornais locais. Muito foi feito até 1994. Em 1995 a banda se espalhou para apoiar projetos underground. Em 1999 Lauro, Marcelo e Daniel reuniram-se para gravar e divulgar rock progressivo em português. E mais adiante muitos músicos locais contribuíram em ensaios e gravações nos estúdios Nazari até 2002.   Em 2003 a banda retornou aos palcos (Lauro, Marcelo e Romano, bateria) para uma série de apresentações em bares alternativos como Kant e Jeckyll. Vídeos e Cds foram adicionados à longa lista (31 no total até 2014). Essa formação era mais pesada, e a banda pode atrair a atenção de jovens gerações, fãs de Foo fighters e Alice in chains. A Thomas Butterfly era agora uma banda underground cantando em inglês, conhecida por muitos,especialmente os músicos locais, tantos os profissionais quanto os da cena underground. Em 2008 o chamado do rock progressivo atingiu a banda novamente com todas suas cores. Isto quer dizer a musicalidade da banda elevou-se a muitos estilos e ideias diferentes. Estas músicas (em 3 albums) foram gravadas porém não divulgadas até que Daniel retornou.   Em 2010 o trio original (Lauro, Marcelo, Daniel) trouxe uma novo ideal para a banda.  Mesclar os projetos underground em atividade não seria fácil pois eram de diferentes propostas. Ao mesmo tempo músicas pesadas eram divulgadas nas redes e canções suaves eram tocadas na Atlântida fm. Novos parceiros estavam envolvidos em apresentações na Usina do Gasômetro e Grafitti bar. Havia tanto envolvimento com outros parceiros dentro da banda que um chamado radical era necessário. Este chamado foi o lançamento The Condominium, iniciado em 2013 e divulgado em 2014. Novamente músicos adicionais foram convidados para participar das sessões.  Vídeos e websites especiais foram criados. em 2015 lançamos o album Heterochromia que vem tendo muitos plays em sites como reverbnation e soundcloud. Glass house e Home of clouds são hits confirmados que estão tocando em radios online pelo país. A banda também está sendo divulgada em sites de progrock como whiplash e progarchives.

“Somos gratos pelos nossos 26 anos de história, sedentos para continuar. Nossa motivação é reinventar a nós mesmos”.  

Contato:
E-Mail: [email protected]
Telefone (51) 98281-8291
Site: http://www.thomasbutterfly.blogspot.com
Facebook: https://www.facebook.com/thomasbutterflyband/
Twitter: @tomasbutterfly
Soundcloud: http://soundcloud.com/thomas-butterfly