Titãs se apresentam no Opinião, em Porto Alegre, no dia 5 de setembro

Mais de uma década depois, o Titãs vai voltar ao Opinião. A banda, que lançou recentemente o álbum “Nheengatu”, virá a Porto Alegre, no dia 5 de setembro, para mostrar por aqui o seu novo repertório. Mais pesado e direto do que nunca, o grupo quer matar a saudade dos gaúchos com uma mescla de composições praticamente inéditas, como as ótimas “Fardado” e “Mensageiro da Desgraça”, com alguns dos seus hits que venceram a barreira do tempo, tipo “Homem Primata”, “Flores” e “Bichos Escrotos”. Mesmo que a formação da banda seja muito diferente daquela que pisou no palco do Opinião pela última vez, ainda com Charles Gavin, Marcelo er e Nando Reis, o agora quarteto Paulo Miklos, Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto vai comprovar ao vivo que ainda se mantém firme e forte, mesmo depois de trinta longos anos de carreira.

TITÃS

Não consuma esse disco se tiver estômago fraco. “Nheengatu” é repleto de cenas fortes, impróprias para quem não encara as verdades de frente. Tem pedofilia. Tem fome, miséria, crack. Tem machista covarde que dá flores para a mulher, mas que se revela um monstro de ciúme possessivo. Tem bossais preconceituosos que espancam quem não segue suas cartilhas de costumes. Tem quem sobrevive em vez de viver e personagens de HQs que poderiam perfeitamente ter saído das redes sociais.

“Nheengatu” é uma crônica ácida do Brasil em carne viva, com as angústias e mazelas que estão bem aqui do nosso lado.  Os Titãs, que se consagraram por cravar a unha na ferida e nunca tiveram pudor em virar do avesso temas incômodos, lançam seu 18º disco, mais críticos e atuais do que nunca. Dessa vez, em tempo real. Como “Fardado”, composta enquanto protestos e manifestações varriam o país afora: “Por que você não abaixa essa arma/O meu direito é seu dever/Por que você não usa essa farda/Pra servir e pra proteger”.

Nesse retrato contemporâneo, em que elementos regionais se misturam ao som predominantemente pesado, também aparecem os que andam pelas ruas por outros motivos. Drogados e mendigos perambulam por endereços famosos de São Paulo em “Mensageiro da Desgraça”. Foi olhando para nossas origens, aliás, que os Titãs batizaram o disco. “Nheengatu” é uma língua derivada do tupi-guarani, criada pelos jesuítas no século XVII para unir as tribos nativas e os brancos recém-chegados.

“Nheengatu define bem um disco que trata dos assuntos mais sensíveis no desenvolvimento da sociedade brasileira nos dias de hoje. Nossa civilidade, ética e moral estão nas letras desse CD”, detalha Paulo Miklos, que se inspirou na música indígena para compor, em parceria com o ex-titã Arnaldo Antunes, a ótima “Cadáver sobre Cadáver”: “Retomamos esta referência que já estava na canção ‘Cabeça Dinossauro’, de 1986, e que agora experimentamos com mais profundidade”.

As faixas do álbum formam uma sequência vigorosa, intensa, difícil de desacoplar uma da outra, que retrata bem a personalidade forte dos Titãs. Essa contundência fica latente em Pedofilia, assunto tabu na música brasileira, composta do ponto de vista da vítima. A letra é o próprio depoimento, envergonhado e indignado, um desabafo depois de sofrer nas mãos de seu algoz. A interpretação de Britto é primorosa e revela todas as nuances do crime. Suave e doce nos argumentos do pedófilo, nervosa e repulsiva quando a vítima cospe para fora a barbaridade que sofreu.

“Nheengatu” tem homenagem. Tem influência da música indígena. Tem um pouco de baião, xaxado e samba. E tem muito rock’n’roll. A densidade e acidez das letras se complementam naturalmente na sonoridade do disco, ancorada no clássico trio guitarra-baixo-bateria. É Titãs em sua (melhor) forma e conteúdo. Sem nenhum pudor.

TITÃS
Onde: Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)
Quando: 5 de setembro, sexta-feira, a partir das 21h
Abertura da casa: 19h
Classificação: 16 anos

Ingressos:
Pista – 1º lote: R$ 60
Pista – 2º lote: R$ 75
Pista – 3º lote: R$ 85

Pontos de venda:
Lojas Multisom: Shopping Iguatemi, Praia de Belas, Moinhos, Total, BarraShopping Sul, Bourbon Ipiranga, Bourbon Wallig, Andradas 1001, Shopping Canoas, Bourbon São Leopoldo e Bourbon Novo Hamburgo
Online: www.opiniaoingressos.com.br

Realização: Mallupy Entretenimento

Informações:
www.planetamallupy.com.br
www.opiniao.com.br
www.twitter.com/opiniao
www.facebook.com/mallupy
(51) 3211-2838

Sobre Rock Gaúcho 13400 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!