Twin cities lança projeto ousado: quatro EPs, um a cada quatro meses

A Twin Cities nasceu em Bagé, Rio Grande do Sul, em 2008, e já lançou um EP, “Five Days Off”, em 2009; e um disco cheio, “Odd”, em 2010. É formada por Diego Maraschin (vocal e guitarra), Beto Martinez (bateria) e Igor Montanari (baixo).

Isso, aparentemente, seria tudo o que você precisaria saber da banda, mas a Twin Cities resolveu ousar e fazer algo que o alternativo nacional não costuma fazer: um projeto diferenciado de lançamento dos próximos trabalhos, que renderá (ou mereceria render) bons espaços nos blogues e sites especializados.

Trata-se de uma maratona de lançamentos: 23 músicas divididas em quatro EPs, todos oferecidos de graça pra download, no site oficial da banda, com intervalos de quatro meses entre cada um; mais dez singles, com doze músicas bônus, incluindo cover e umas versões alternativas; totalizando 36 músicas no período de um ano.

O primeiro EP, “Everybody Knows, Except Me”, será lançado em 11 de julho e o single inicial, “Lucky”, já pode ser baixado de graça, a partir de um link que está na newsletter que a banda envia aos assinantes (inscreva seu e-mail aqui, no site oficial). No lado B, a cover de “Girls Just Wanna Have Fun”, clássico da Cindy Lauper, e a versão acústica da faixa principal.

Segundo Maraschin, o projeto nasceu ao acaso: “foi bem sem querer. Nos trancamos em casa, e gravamos sem pensar muito nas consequências. Quando finalmente paramos, olhamos para a lista de músicas e acabei me perguntando ‘tá, e agora, como a gente vai fazer isso?’. Depois de pensar um monte, conversamos e acabamos decidindo lançar esse material de forma dividida, ao invés de confundirmos a nós mesmo e as pessoas. Como EPs, dá mais tempo pro pessoal entender e se familiarizar com cada música e o projeto todo. A impressão que sempre tive era de que se jogássemos tudo como um disco virtual duplo, rapidamente esse projeto iria desaparecer em meio a tanta música que hoje é disponibilizada gratuitamente na Internet. O objetivo é bem esse… dar tempo pras pessoas conhecerem a banda, mesmo que seja quando lançarmos o último EP, e ainda ‘pegarem o trem andando, e sentarem na janela’”.

Com relação ao modo de distribuição, Maraschin admite que pode soar meio insensato: “os singles em newsletter foi uma proposta mais por diversão, meio kamikaze… (…). Acabamos gravando um cover, uma versões diferentes de algumas músicas que já lançamos etc., que provavelmente não iriam servir como material inédito em um EP novo. Pra aproveitarmos e não ‘escanteiarmos’ essas músicas, resolvemos aproveitar e lançar como b-side desses singles. E o jeito foi incluir umanewsletter nesse projeto, pra não precisarmos divulgar tanto quanto o EP, e quem curtisse a banda iria os receber em seu e-mail, assim como uns presentinhos de final de ano e algum material extra da banda… Um projeto assim é meio complexo, e quase enlouquece a pessoa”.

Pra quem não conhece a Twin Cities, é fácil identificá-la: o som é grunge, de Pearl Jam a Nirvana e Mudhoney. Simples assim. Quer dizer, há dois detalhes a serem acrescentados e que fazem bastante diferença: o vigor vocal de Diego Maraschin e sua semelhança gritante com Kurt Cobain, e a barulheira que se nota em algumas músicas – como o início estupendo de “You Know” e na melodia climática e grudenta de “Escape”, de longe a melhor desse primeiro EP.

Ou seja, não só pela iniciativa ousada, inteligente e bacanuda, vale abraçar a banda pela música, que afinal é o mais importante. Não há como se decepcionar.

Olha o serviço de “Everybody Knows, Except Me”:
1. Escape
2. You Know
3. Lucky
4. Before
5. Nightmares
6. Sixteen Hours Ago

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!