Velhas Virgens retornam à Porto Alegre no dia 2 de julho

A banda mais desbocada, divertida e embriagada do Brasil não deixará Porto Alegre de fora do final da turnê de “Todos os Dias a Cerveja Salva Minha Vida”, o seu 14º trabalho de estúdio. O Velhas Virgens, que recentemente completou três décadas de história e de dedicação ao rock’n’roll, pisará novamente no palco do Opinião, no dia 2 de julho, para mais uma apresentação cheia de energia. No repertório dos caras, as novas “Balada para Charlie Harper” e “Meus Problemas com a Bebida” serão intercaladas com aqueles hits cheios de sacanagem e que o público já sabe a letra de cor para cantar junto, como “Abre Essas Pernas”, “Vampiro”, “Ninguém Beija como as Lésbicas” e “Toda Puta Mora Longe”. A chalaça e a cerveja não vão ter hora para acabar!

VELHAS VIRGENS

1986 foi um ano conturbado, marcado pelo trágico acidente nuclear em Chernobyl, muito relembrado nos últimos tempos, após uma tragédia muito parecida no Japão. No entanto, outro acidente quase tão terrível aconteceu no México, no mesmo ano: a Argentina foi bicampeã de futebol. Por outro lado, também nesse ano, chegada às lojas a primeira versão do Windows. Nos céus, o cometa Halley deus as caras, trazendo de volta os sucessos do velho e bom Bill Halley.

Também nos céus, 73 segundos depois de ser lançado, o foguete Challenger explodiu, matando seis astronautas e uma professora, a primeira civil a participar do programa nuclear norte-americano. No Brasil, o querido Fusca deixou de ser fabricado. Pouca gente lembra, mas em 1986 o nosso dinheiro passou a se chamar Cruzado, durante o governo Sarney. Sim, esse mesmo, que continua em Brasília até hoje.

Com muito menos alarde do que todos esses fatos, no conservatório musical de Santana, na zona norte de São Paulo, dois jovens tramavam o plano maligno de fundar a banda mais desbocada, mais divertida e mais embriagada do Brasil. Foi em 1986 que Alexandre Dias (Cavalo) e Paulo de Carvalho (Paulão) criaram a banda das Velhas Virgens, inspirada num filme de Mazzaropi. Sem a menor pretensão de durar um quarto de século, lançar discos ou sequer compor músicas. No máximo, um showzinho ali no Madame Satã e umas cervejas no Bixiga. Nada mais.

E não é que eles conseguiram? Chegaram aos 25 anos, tendo na formação, além de Paulão (vocal e gaita) e Cavalo (guitarra), Tuca Paiva (baixo), Filipe Cirilo (guitarra), Simon Brow (bateria) e Juliana Kosso (vocal). São quatorze CDs, três DVDs, uma revista em quadrinhos e uma cerveja com o nome Velhas Virgens. Pioneiros na cena independente, politicamente incorretos quando esse conceito sequer havia sido criado, as Velhas Virgens promovem agora o lançamento do seu mais novo álbum, “Todos os Dias a Cerveja Salva Minha Vida”.

VELHAS VIRGENS
Onde: Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)
Quando: 2 de julho, quinta-feira, a partir das 22h15
Abertura da casa: 21h
Classificação: 16 anos

Ingressos:
Pista – LOTE PROMOCIONAL: R$ 30
Pista – 1º lote: R$ 40
Pista – 3º lote: R$ 50

Pontos de venda:

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência): Youcom Bourbon Wallig

Demais pontos de venda (sujeito à cobrança de R$ 3 de taxa de conveniência):
– Youcom Shopping Praia de Belas, Bourbon Ipiranga e Barra Shopping Sul
– Multisom Andradas 1001, Canoas Shopping, Bourbon Novo Hamburgo e Bourbon São Leopoldo
– Online: www.minhanetrada.com.br/opiniao

Produção: Opinião e Pisca Produtora

Informações:
www.opiniao.com.br
www.pisca.com.br
www.twitter.com/opiniao
[email protected]
(51) 3211-2838

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!