Verve

BANDA VERVE – release
A idéia da criação da banda Verve partiu das várias composições em estilo rock e pop rock que Danilo Kuhn vem escrevendo de dez anos pra cá, e que se encontravam engavetadas. Entre os anos 2001 e 2002, Danilo formou a banda Ponto de Vista, na qual tocava, juntamente com Franck Xavier, Mário Mattos e Alex Jepsen, clássicos do rock e pop rock nacionais e algumas músicas próprias. Desde então, a produção não parou, mas um projeto de banda não mais havia.
Foi então que, no início de 2011, durante as aulas de música na Danilo Kuhn Escola de Música, alguns alunos de guitarra se mostraram interessados em alguns rockezinhos do professor. Foi quando surgiu a idéia de aproveitar as aulas para estudar e elaborar técnicas, arranjos e solos de guitarras utilizando como matéria-prima estas músicas. Em seguida, agregou-se um aluno de contrabaixo à mesma turma, e a banda tomou corpo. Hoje, o professor Danilo Kuhn é o vocalista e toca guitarra, os alunos Franklin Hellwig e Emanuel Murialdo são os outros dois guitarristas, e Jonathan Lüdke é o baixista. A Verve conta ainda com o convidado especial Ilton Ornelas, baterista da banda Flor de Lótus, desta cidade, e amigo e vizinho de Danilo e da Verve.
A Verve já conta com um repertório de cerca de 30 músicas próprias, dentre elas algumas versões de músicas em inglês e espanhol, além de um longo cabedal de covers.
Na própria Danilo Kuhn Escola de Música existe agregado o Stúdio Sul, o que permitiu à banda empeçar a gravar suas músicas, primeiramente para ensaio e registro dos arranjos, mas posteriormente a Verve pretende gravar CDs para divulgar seu trabalho.
Alguns trechos das letras da Verve revelam sua preocupação composicional, utilizando-se de poesia e reflexão para elaborar suas canções:
? Um dia encontro meu eu, um dia vou saber onde estou. Talvez eu me afaste de mim e volte a ser quem eu sou. (A busca ? Danilo Kuhn);
? Se não sou de ferro é porque ninguém me forja; palavras não me dobram, não adianta martelar. (Ingratidão ? Danilo Kuhn);
? Eu caminhava e então perdi o chão, eu navegava sem ter direção, eu não sabia pra onde ia. (Insegurança ? Danilo Kuhn);
? Joguei eu mesmo pra dentro de mim, me encarei e me vi como eu sou. E estando ali, eu pude enxergar o que eu não queria ver: você estava lá. (O que eu não queria ver ? Danilo Kuhn, versão de Tears of the Dragon, de Bruce Dickinson);
? Ter que me contentar em conversar com tua ausência. Acreditar que a saudade é só uma maneira de te guardar. (Pra te guardar ? Danilo Kuhn).
E este trabalho já começa a render frutos. Além do aprendizado musical que o contexto banda propicia aos alunos e da motivação que isto desperta, uma primeira música da Verve gravada, intitulada Insegurança, foi classificada no VI Dom Feliciano Music Festival, festival de rock realizado em Dom Feliciano nos dias 7 e 8 de outubro de 2011. Este festival configura-se como uma mostra musical, onde dez bandas se apresentam tocando, cada uma, duas músicas cover e uma música própria. Neste ano, bandas de todo o estado se inscreveram e se classificaram bandas de Camaquã, Canguçu, Arroio Grande, Dom Feliciano, São Lourenço do Sul, Sentinela do Sul, Butiá, São Leopoldo, Gravataí e Santa Vitória do Palmar. Ter tido a oportunidade de participar deste festival de estadual de rock, com tão pouco tempo de estrada, já se apresenta como a primeira vitória desta banda. Na oportunidade, a Verve apresentou as músicas cover Tempo Perdido, da Legião Urbana e Borracho y Loco, da Vera Loca, além da sua música própria, Insegurança.
Com isto, a Verve, desejosa de estrada e de mostrar seu trabalho, o qual há meses se resumia a estudos e ensaios, vem se colocar a disposição para shows e apresentações através deste release ? que contém um CD com a gravação de Insegurança, sua primeira música gravada ?, destacando a valorização do jovem e da boa música a qual se dedica.
A palavra ?verve? significa inspiração, a energia de que o poeta ou artista se utiliza para criar. Assim a banda se vê: uma banda que valoriza a criação, tanto de músicas quanto de arranjos.
Portanto, que a verve da boa arte nos acompanhe nesta estrada que recém começamos percorrer.
Integrantes:
Danilo Kuhn: guitarra e vocal (músico profissional há dez anos, compositor, poeta, professor de música, e Mestre em Música pela UFPR);
Franklin Hellwig: guitarra (aluno de violão e guitarra da Danilo Kuhn Escola de Música há 3 anos);
Emanuel Murialdo: guitarra (aluno de violão e guitarra da Danilo Kuhn Escola de Música há 1 ano);
Jonathan Lüdtke: contrabaixo (aluno de contrabaixo da Danilo Kuhn Escola de Música há 2 anos e meio);
Ilton Ornelas (convidado especial): bateria (músico multi-instrumentista profissional há mais de 20 anos, baterista da banda Flor e Lótus, já integrou bandas como Sorriso de Monalisa, entre outras).
Contato:
Reponsável: Danilo Kuhn da Silva
CPF: 006.021.310-81
RG: 2081505469
Telefone: (53) 91554632
E-mail: [email protected] (e-mail, orkut, facebook, twitter e MSN)
Endereço: Av. Profª Izolina Passos, número 2117, Barrinha, São Lourenço d Sul/RS, CEP 96170-000

Contato:
E-Mail: [email protected]
Telefone (53) 9155-4632
Site: http://palcomp3.com/verve/
Facebook: https://www.facebook.com/danilokuhn
Twitter: http://twitter.com/danilokuhn
TramaVirtual: http://tramavirtual.uol.com.br/artistas/bandaverve