Yamandu Costa e Hamilton de Holanda no Theatro São Pedro

Buscando semear pelo país a música em sua excelência, a consagrada dupla repete o encontro feito há mais de 12 anos em São Paulo no Festival Chorando Alto. Uma longa história de amizade pessoal e musical. “Sempre soubemos que este momento de fazer um trabalho juntos ia acontecer. Chegou a hora.  diz Yamandu.

Unidos para esta grande viagem, o encontro para o lançamento do disco autoral Luz da Aurora ganha dimensões ilimitadas em gênero e nacionalidade. O duo inspirado em nomes como Pixinguinha, Villa- lobos, Jacob do Bandolim, Raphael Rabello, Radames Gnattali, Tom Jobim, Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti cultiva à acessibilidade ao grande público e com um trabalho autoral  resgata e retrata as nossas raízes onde o lema de ambos é “Moderno é tradição”.

Luz da Aurora tem 3 composições inéditas do Duo. A música tema do disco foi feita em homenagem as avós que tinham o mesmo nome “Aurora”. Samba do Véio é uma homenagem ao grande SIX (porque tinha seis dedos) um advogado que tocava cavaquinho com aquele balanço mas principalmente um divertido mecenas aglutinador de uma geração.

Sobre shows no exterior Hamilton diz: “Faremos uma turnê europeia grande no verão de lá (julho/agosto). A ideia é dar atenção à nossa região sul Americana e um pouco da America do norte. Ao longo das gerações a música brasileira sempre esteve muito bem representada no exterior pois traz o frescor dos trópicos e o sentimento do coração aquecido.”

Para ambos fazer música é a busca do acorde perfeito, uma incansavél busca da beleza, do dialogo e da amizade. Se, como na vida cada novo dia tem o poder de se renovar, a música também em cada renovação, cada plateia, cada localidade pede uma abordagem particular. Além disso, existe respeito e admiração dos dois lados onde a liberdade é o pré-requisito para que essa música aconteça. É claro que temos algumas combinações, inclusive, que nunca combinamos o repertório. diz Yamandu.

“Estudamos muito cada um de sua maneira, e isso nos deu ferramentas para poder extrair os sentimentos que nos invadem a alma em forma de música, mas mesmo assim é necessario cortejar a senhora inspiração a cada novo dia. ” diz Hamilton

“O único controle que temos é o do bom ouvinte – sabemos escutar o que o outro quer dizer e usamos isso como materia-prima para as improvisações.” diz Yamandu.

Artisticamente, Yamandu Costa e Hamilton de Holanda criaram, pelas experiências individuais anteriores, um repertório de composições inéditas sustentado por mergulhos no desconhecido. “Este disco é uma descoberta de mais um pouco da minha alma e da alma de um grande amigo.” Diz Hamilton. A idéia é que à plateia interaja nesta viagem musical de construção da obra e no frescor da experiência em que cada noite é única, particular e inesquecível.

Dias 10 e 11 de Abril (Sábado 21h, Domingo 18h), no Theatro São Pedro. Em breve maiores informações sobre ingressos e pontos de venda.

Sobre Rock Gaúcho 13768 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!