Zé do Bêlo se apresenta na quinta, 09 de agosto, no Teatro Renascença

Zé do Belo / Kais Ismail

Na próxima quinta-feira, 09 de agosto, Zé do Bêlo sobe ao palco do Teatro Renascença para única apresentação, marcando o retorno do músico ao Estado, depois de oito anos vivendo em Brasília e na Paraíba. O espetáculo é o mais recente show do cantor, com repertório recheado de canções da música popular brasileira das décadas de 1920 e 1930, resultado de longa pesquisa por obras raras de gêneros de raiz popular como modinha, lundu, coco, embolada, choro e o samba nas suas variações.

O setlist, segundo o artista, é um apanhado de verdadeiras joias, canções populares selecionadas em uma pesquisa aprofundada em coleções de fonogramas antigos de obras de autores como Manezinho Araújo, João da Baiana, Jararaca e Ratinho, Almirante e Bando de Tangaras, Canuto, Noel Rosa, Braguinha. “Construo através desta pesquisa musical um cruzamento com uma pesquisa em bibliografia especializada de História do Brasil, contextualizando o ambiente político, cultural e social da época”, conta, através de textos de autores como José Ramos Tinhorão, Lúcio Rangel, Sergio Cabral, Jairo Severiano, entre outros.

Este espetáculo segue como um desdobramento de “A Moda Chegando Eu Vou Ver Como É”, álbum de 2014, onde lançou o projeto de pesquisa e resgate da produção da música brasileira das primeiras quatro décadas do século XX. Porém, toda essa aventura teve início em 2012, quando Zé resolveu incluir em seu repertório “Pelo Telefone”, de 1916, cuja autoria está registrada no nome de Donga e Mauro de Almeida, tido como o primeiro samba gravado Brasil. “Pesquisei a respeito da música e, nos shows, conto um pouco de sua história. Percebi, então, que o público aprovou a escolha, aplaudindo-me efusivamente”.

Zé do Bêlo vem acompanhado de Alexandre Rossetto no contrabaixo, Luiz Jakka e Nêgo Zé na percussão e King Jim na voz e sax. A apresentação inicia às 20h30, com ingressos a R$ 20,00, na bilheteria do teatro no dia do show ou antecipados na Banca da República, com descontos de 50% para estudantes, professores, artistas, terceira idade e pessoas com necessidades especiais. Para mais informações, acesse: facebook.com/zedobelo/

Sobre Zé do Bêlo:

Zé do Bêlo é o nome artístico do músico porto-alegrense Maurício Sanches. Iniciou sua carreira nos anos 1990 com essa performance, apresentando formato de show cômico musical do tipo stand up. As canções, autorais, devido ao seu sucesso, motivaram convites para gravações.

O hit “Reprise” alcançou execução em rádios FM, e levou o artista a notoriedade local. Lançou o CD “Acústico” em 1998 pelo Selo Barulhinho e o CD “Zé do Bêlo Salva” em 2005 pela Loop Discos.

Protagonizou comerciais de TV e apresentou seu próprio programa de rádio na lendária Ipanema FM, onde alcançou 13 pontos na audiência durante 2002 e 2004.

Após o ciclo de trabalhos em publicidade e mídia, o artista passou a dedicar-se à sua verdadeira paixão, que é música popular do Brasil. Atualmente regrava canções históricas das décadas de 1920 e 1930 que passaram despercebidas das grandes produtoras. Lançou o álbum “A Moda Chegando Eu Vou Ver Como É” em 2014, trabalho que o aproximou de aliados importantes nacionalmente, como o musicólogo Ricardo Cravo Albin, o comunicador Rolando Boldrin e o violonista arranjador Marco Pereira.

Em 2018 comemora 20 anos do lançamento do primeiro disco, aclamado pelo crítico Luiz Antonio Giron, em sua coluna Fonoteca, Caderno de Cultura da Gazeta Mercantil, com o seguinte texto em 1999: “Zé do Bêlo tem um physique du rôle tipo Falcão, mas sua música, profunda e escatológica, tem a ver com a série iniciada por Caco Velho e continuada por Lupicínio Rodrigues e Raul Seixas. Com voz quebradiça e palavras incisivas, ele retrata o submundo de Porto Alegre, os imperativos do amor, o destempero e a religião. Seu gênio maldito é prova de que o Sul não é uma caatinga cultural.” Este ano também marca seu retorno ao RS após oito anos morando em Brasília e na Paraíba. facebook.com/zedobelo/

Show Zé do Bêlo
09 de agosto, quinta-feira, 20h30
Teatro Renascença – Centro Municipal de Cultura – Av. Erico Veríssimo, 307
Zé do Bêlo – voz & violão | Alexandre Rossetto – contrabaixo | Luiz Jakka – percussão | Nêgo Zé – percussão | King Jim – sax e voz
Ingressos: R$ 20,00 – Antecipados na Banca da República – Av. João Pessoa esquina Rua da República ou na bilheteria do teatro no dia do show
50% de desconto para estudantes, professores, artistas, terceira idade e pessoas com necessidades especiais

Sobre Rock Gaúcho 6521 Artigos
O portal Rock Gaúcho está há 15 anos levando o que há de melhor do rock feito no sul do Brasil para todo o mundo através da Web! Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece por aqui!